comentários  

18 de dezembro de 2011, 10:30

Desistir jamais!


 O ser humano necessita constantemente lançar mão de instrumentos psicológico-existenciais para enfrentar as adversidades encontradas no cotidiano seja na vida pessoal, familiar ou social. Dentre estes está a perseverança.

Facilmente encontramos pessoas desestimuladas e quase que sem esperança na vida por causa dos problemas encontrados ao longo do caminho. Nesses momentos é preciso reunir forças, buscar ajuda e estender a mão em busca de apoio para superar a dificuldade. O fechamento é sempre a pior saída.

Jesus de Nazaré está sempre pronto a apontar luzes sobre a estrada daquelas pessoas que vão ao seu encontro em muitos casos já sem forças diante de tanto sofrimento. Foi assim, por exemplo, com a hemorroíssa – a mulher que há 12 anos sofria com uma hemorragia intensa que pouco a pouco tragava a sua vida (cf. Mc. 5, 25-34). Imagine a dificuldade daquela mulher para chegar até Jesus visto que a multidão a comprimia. Uma mulher que obviamente pela própria enfermidade estava bastante desfalecida ainda por cima tinha que enfrentar a aglomeração das pessoas para chegar ao seu objetivo. Atitude que exigia dela muita perseverança. Se muitos eram os motivos que ela tinha para desistir, maior era a sua fé em Jesus porque ela havia escutado falar nEle. E a fé gera convicção que por sua vez anula espaços para a desistência.

No processo de perseverança é fundamental que a pessoa esteja focada em um objetivo. Ter clareza daquilo que se quer é condição imprescindível para que a vitória seja alcançada. O verdadeiro guerreiro não abandona a batalha na metade, mas, vai até o fim. Já dizia Dom Helder Câmara: “é graça divina começar, é graça perseverar, mas a maior de todas graças é nunca desistir”.

Muitas vezes reclamamos demais da cruz que carregamos e esquecemo-nos de buscar forças para carregá-la. Não estamos fazendo apologia ao sofrimento, mas propondo uma nova forma de encará-lo para que ele não se torne ainda mais pesado.

Jesus é nosso referencial e Ele nunca pediu para descer da cruz. Esta atitude cristológica deve também servir-nos de inspiração, bem como tantas pessoas que passam por sofrimentos e que não desistem nunca. Insista, persista e não desista! Olhar para a pessoa de Jesus é alimentar constantemente a nossa perseverança e esperança de um mundo melhor.

O Cristianismo traz na sua essência fé, esperança e caridade. Elas não formam somente um conjunto de palavras harmoniosas, mas, é acima de tudo uma maneira consistente e comprometedora de dizer: você nasceu para perseverar!

 

 

 

Pe. Jorge Luiz

 

18 de Dezembro de 2011


Publicidade
Publicidade

Comentários

O utilizador reconhece e aceita que o PATOSONLINE.COM, apesar de atento ao conteúdo editorial deste espaço, não exerce nem pode exercer controle sobre todas as mensagens. O PATOSONLINE não se responsabiliza pelo conteúdo de mensagens publicadas no mural ou comentários de postagens.