comentários  

29 de fevereiro de 2012, 15:35

Frei Anastácio denuncia que apenados comem uma vez por dia nos presídios PB1 e PB2


O deputado estadual Frei Anastácio (PT) denunciou hoje (29), no plenário da Assembléia Legislativa, maus tratos e desrespeito aos direitos humanos dos apenados dos presídios PB1 e PB2, em João Pessoa. “As denúncias foram levadas ao meu gabinete, por familiares de apenados através de documento com denúncias sobre violação dos direitos humanos, naquelas unidades prisionais.

Segundo Frei Anastácio, os familiares denunciam que apenados estão sendo alimentados uma vez por dia, inclusive com carne podre. Os alimentos são preparados sem as mínimas condições de higiene, fora dos padrões da vigilância sanitária e com as normas nutricionais. 

“Na alimentação dos presos são servidas cabeças de galinha com bico e unhas. A comida é servida em vasilhas quebradas e forradas com sacos”, disse o deputado.

O parlamentar denunciou ainda que segundo os parentes desses apenados, agentes penitenciários chegam a provocam situações, com o intuito de gerar reações aos apenados e assim os agentes reagirem com violência. Os agentes também provocam apenados a insultarem outros apenados, e assim causar conflitos e até assassinatos”,denunciou. 

O petista informou que as famílias relataram que a água é fracionada, ligada apenas três vezes ao dia, por dez minutos. A regra vale para os dias de visita. Apenados portadores de doenças infecto-contagiosas, dividem celas com outros apenados. 

“Segundo estes familiares, apenados são impedidos de pedir assistência médica para os casos de urgência, pois os agentes entram no pavilhão atirando com balas de borracha e spray de pimenta, além de violência física e intimidação”, disse.

O parlamentar está enviando ofícios ao secretário da administração penitenciária, Harrinson Targino, pedindo que apure as denúncias. “Estamos ainda enviando ofício à Vigilância Sanitária do estado solicitando uma visita de inspeção no local,para verificar as denúncias”,garantiu.

Crítica a bancada do governo

Frei Anastácio também criticou a ausência da grande maioria dos deputados da bancada do governo que se ausentaram do plenário, com objetivo de impedir o quorum. Vários projetos estavam em pauta e segundo o parlamentar, alguns não são do agrado do governo. 

“Essa casa não pode ficar refém do governo. A mesa diretora tem que tomar uma posição em relação ao andamento dos trabalhos na Assembléia. É um absurdo começar os trabalhos legislativos do primeiro semestre do ano, com a pauta trancada”, lamentou. 

 

paraibaonline.com.br


Publicidade
Publicidade

Comentários

O utilizador reconhece e aceita que o PATOSONLINE.COM, apesar de atento ao conteúdo editorial deste espaço, não exerce nem pode exercer controle sobre todas as mensagens. O PATOSONLINE não se responsabiliza pelo conteúdo de mensagens publicadas no mural ou comentários de postagens.