comentários  

25 de junho de 2012, 12:48

Éticas da Comunicação


No mundo contemporâneo surge uma corrente que procura uma solução para o relativismo.]á que vivemos em um mundo de valores históricos e sociais - de verdades morais relativas a grupos, a sociedades e a períodos históricos determinados -, o ser humano não é capaz de cumprir um mandado da sua consciência, de determinar previamente o que deve fazer em sua razão' e com isso atingir o interesse comum a todos os seres humanos. Os interesses dos indivíduos em uma sociedade não são os mesmos e, muitas vezes, os interesses chegam a ser opostos e conflitantes. Uma vez que reconhecemos essa problemática e que muitos conflitos na História têm sido intransponíveis, como resolvê-la? Chegamos à conclusão  de que a ética não pode brotar do indivíduo, mas do diálogo, da argumentação  racional, do consenso dos  indivíduos em cada grupo ou sociedade em defesa de suas posições.

Os indivíduos e os grupos devem, em conjunto, ter uma ação comunicativa  com intuito de refletir e justificar a melhor ação moral. O diálogo e a razão ajudam a administrar os conflitos e colocar em acordo os interesses antagônicos.

Jürgen Habermas, um pensador alemão representante dessa corrente, diz que a universalidade moral só poderia ser produto de um acordo baseado no diálogo e no consenso. Os grupos devem ter disponibilidade para realizar uma ação comunicativa, decidir, justificar e entrar em acordo, reconhecendo as normas que devem ser aceitas universalmente.

Mundinho de Malta


Publicidade
Publicidade

Comentários

O utilizador reconhece e aceita que o PATOSONLINE.COM, apesar de atento ao conteúdo editorial deste espaço, não exerce nem pode exercer controle sobre todas as mensagens. O PATOSONLINE não se responsabiliza pelo conteúdo de mensagens publicadas no mural ou comentários de postagens.