comentários  
  

03 de setembro de 2012, 08:23

Em Redes Nacionais a história da Galinha Rafinha. Veja vídeos


 

 

 

 

 

 

 

 


Após ganhar as redes sociais, o enterro da Galinha Rafinha tem repercussão nacional em vários programas de tv; confira vídeos 



A cidade de Patos, as Redes Sociais e até programas de TV como Mais Você, Jornais e humorístico Pânico na Band acompanhou um feito surpreendente nesta semana, o enterro da Galinha Rafinha. A história do desaparecimento da galinha e o seu desfecho trágico alcançaram uma alta repercussão no país inteiro.



Os 15 minutos de fama da galinha Rafinha aconteceram após a família Oliveira, que reside na cidade de Patos, ter sua casa violada na noite da segunda-feira (27), por um meliante que levou vários pertences da família e também o animal de estimação. O desaparecimento do bicho causou grandes transtornos, inclusive levando a dona da galinha a ser hospitalizada.

Após ganhar as redes sociais, o enterro da Galinha Rafinha tem repercussão na tv; confira vídeos

Ao conhecer o fato, o humorista Patoense Tatú teve a idéia de levar à mídia e se auto promover musicalizando a ocorrência e divulgando no Youtube. O número de acesso o fez mais empolgado e com o consentimento da família Oliveira, Tatú organizou a simulação do sepultamento da Galinha Rafinha que teve a cobertura da equipe do Pânico, da Rede Bandeirantes, que será exibido no Programa deste domingo (02).

Pela época sazonal de campanha, a aglomeração de cerca de 2.000 pessoas causou tumulto entre os políticos e os candidatos as eleições desse ano que aproveitaram a oportunidade para pedir votos. O desfecho do espetáculo ocorreu quando o Humorista Tatú pediu emprestado um caixão na funerária da cidade e fez o cortejo simulado da galinha até a porta do Cemitério.

 Confira os vídeos da repercussão:











Assista ao vídeo do humorista:



 Confira este link da repercussão no programa Mais Você

Clique aqui

Patricia Silva com informações de maispatos, pbnews, R7 , SBT e Youtube 

PB AGora  

 

 


Publicidade
Publicidade

Comentários

O utilizador reconhece e aceita que o PATOSONLINE.COM, apesar de atento ao conteúdo editorial deste espaço, não exerce nem pode exercer controle sobre todas as mensagens. O PATOSONLINE não se responsabiliza pelo conteúdo de mensagens publicadas no mural ou comentários de postagens.


NEO-CIDADÃO

NEO-CIDADÃO

04 de setembro

Fico indignado com pessoas que aproveitam-se da frágilidade de outras.Com certeza a dona da galinha(rafinha)uma senhora simples,Genecira,não quiz faltar com respeito a qualquer religião,porque além de ser católica,toma medicação para saúde mental,ela e sua filha Susana e o filho Claudivan,menos a claudecira.Esta última após a história vem sendo vítima de preconceito(bulling)por parte de vários colegas.Cadê os aproveitadores que deveriam lhe dar assistência,e não ficarem lucrando as custas da saúde de pessoas humildes que nescessitam de cuidados especiais.

xica

xica

03 de setembro

axei muito legal agora apoiar o que essa mulher fez tratar uma galinha como se fosse gente não.

Eduardo

Eduardo

03 de setembro

filmaram em umas casas que ninguém nem sabe onde era e não mostraram imagens da cidade... poderia ao mesmos ter mostrado uma imagem melhor... como sempre a imprensa do Sudeste só passa uma imagem ruim daki...

DA GEMA

DA GEMA

03 de setembro

As rádios e tv's estão, a cada dia, imbecilizando mais o povo brasileiro. É lastimável que essa horda de ignorantes/semi-analfabetos - que se consideram pseudo-sábios e que estão dominando a mídia (até mesmo em nível internacional) - não consiga elaborar uma programação que instrua e eduque a população carente de saber, de educação e de moral. Isso, entretanto, é compreensível, poquanto esses dominadores da programações vulgares também não dispõem desses atributos imprescindíveis ao ser humano. Mas, infelizmente, o é, por falta de acompanhamento e fiscalização dos poderes públicos - que, infelizmente, também estão, de há muito, despojados de competência, responsabilidade e honradez, dificultando, assim, o cumprimento de suas atribuições.