comentários  

29 de setembro de 2008, 06:58

Copa Paraíba: Gol milagroso dá o titulo da 1ª fase ao Nacional


Com um gol milagroso marcado através do atleta Enercino aos 48 minutos da etapa final do jogo, o Nacional conseguiu derrotar o Treze por 2x1 e se sagrar campeão da 1ª fase da Copa Paraíba, partida realizada na tarde desta domingo (28), no Estádio Municipal José Cavalcanti na cidade de Patos.

 

O jogo foi  de alta qualidade, sendo considerado por toda imprensa patoense e ainda da cidade de Campina Grande, o oposto do que ocorreu na ultima quarta-feira (24), quando o futebol deixou de existir e foi substituído pela violência, onde socos e o ponta-pé, passaram a reinar sobre todas as coisas naquela casa de espetáculos.

 

O jogo teve inicio às 17h, sob o comando do árbitro Walfredo Lira, auxiliado pelos assistentes Nilton Atanásio e Antonio Donato, tendo ainda como regra três, o Sr. Michael Cassiano, que fizeram um bom trabalho,

 

O Jogo

 

Durante todo o primeiro tempo, o ataque nacionalino procurava a todo custo encontrar o caminho do gol, mas sempre acabava sendo bloqueado, devido o setor defensivo do Treze ter feito uma barreira difícil de ser rompida.

 

Aos 04 minutos, os donos da casa chegaram pela primeira vez com perigo na área adversária, quando Delany recebeu um lançamento feito pela direita e de cabeça mandou para fora.

 

Aos 06 minutos, o Treze deu o troco e foi através do atleta Gabriel, que ao chutar de longa distancia, obrigou ao goleiro César a praticar defesa dupla e com 2 minutos depois, o Galo volta a área alviverde e assustou o goleiro César.

 

Daí pra frente, o Nacional por mais que tentasse, não conseguia, devido a zaga galista está sempre orientada pelo goleiro Marcelo Silva, que gritava bastante com os seus colegas de trabalho, os orientando  na formação do setor defensivo, encerrando o primeira fase da partida sem marcação de gols.

 

Na segunda etapa, as equipes voltaram as quatro linhas, apresentando o mesmo futebol, com o Nacional insistindo em fazer o gol, enquanto o Treze tentava ganhar tempo, ou seja, retardar o andamento dos trabalhos, pois um empate seria de bom tamanho para os a equipe galista disputar o titulo com o Botafogo na ultima rodada da competição.

 

Aos 08 minutos, Miltinho cobra falta, a bola passa tirando tinta da trave direita do goleiro trezeano, mas com 2 minutos depois, ou seja, aos 10 minutos, Miltinho volta a cobrar uma nova falta, e desta vez acertou o ângulo direito do goleiro do Treze que Nada pode fazer.

 

Depois do gol, o mesmo elenco galista que tentava retardar o jogo, passou a jogar com mais velocidade e contra atacar, na tentativa de pegar os donos da casa de suprese e foi exatamente o que aconteceu aos 35 minutos, quando o atleta Memo percebeu uma falha ocorrida na defesa nacionalina e deixou George de cara com o goleiro César para empatar o jogo.

 

Sentindo que os atletas necessitavam de apoio, a torcida nacionalina passou a incentivá-los e a cobrar de todos que estavam em campo, garra e dedicação pelo que eles fazem no dia a dia e aos 48 minutos (descontos), Marcos que tinha acabado de entrar na partida, escapou pela esquerda, se livrou do marcador e cruzou uma bola de meia altura, para Enercino se agachar e tocar de cabeça direto para as redes defendidas por Marcelo Silva, fazendo 2x1 em favor dos patoenses.

 

 Ficha Técnica

 

Nacional: César, Maicon, Menezes, Alan e Max (Enercino); José Wilker (Marcos), Renato (Miller), Daniel e Miltinho; Delany e Dudu.

Técnico: Marcos Nascimento.

 

Treze: Marcelo Silva, Nino, Onildo e Jaime; Jeferson Diego, João Victor, Lamar (Memo) e Edu Chiquita; Gabriel (George) e Jeferson Madeira.

Técnico: Marcelo Vilar.

 

Arbitragem: Walfredo Lira, Nilton Atanásio e Antônio Donato.

 

Cartões amarelos: Enercino, Max (N); Jeferson Madeira, Jeferson, Marcelo e Jaime (T).

 

Francisco Sales - Futebolsertanejo


Publicidade
Publicidade

Comentários

O utilizador reconhece e aceita que o PATOSONLINE.COM, apesar de atento ao conteúdo editorial deste espaço, não exerce nem pode exercer controle sobre todas as mensagens. O PATOSONLINE não se responsabiliza pelo conteúdo de mensagens publicadas no mural ou comentários de postagens.