comentários  

11 de março de 2013, 09:14

Sindicato denuncia: Energisa pune com elogios e promoções, os chefes que assediam moralmente os seus subordinados


Apesar de alguém ainda achar que todos os acontecimentos abaixo mencionados parecerem ser brincadeira, o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Urbanas da Paraíba (Stiupb) que representa os funcionários das empresas Energisa Paraíba e Borborema, Cagepa, Chesf e PBgás em 222 cidades paraibanas (exceto de João Pessoa), afirma que são fatos totalmente verídicos, o que vem acontecendo nas empresas Energisa Paraíba e Borborema que pagam altos salários aos seus empregados que exercem cargos de chefias, para que os mesmos continuem perseguindo, ameaçando e assediando moralmente os seus subordinados, os obrigando a superar além dos seus limites, todas as suas metas de trabalho que são determinadas pelas referidas empresas, para que desta forma, as concessionárias citadas, possam continuar faturando mensalmente milhões de reais e ainda recebendo  diversos prêmios por parte  da mídia social.

Um dos grandes exemplos que aconteceu a menos de um ano, foi quando um dos Coordenadores da Energisa, assediou moralmente em alto tom de voz e ainda através de palavras escritas (e-mails) os seus subordinados, os ameaçando de punição (suspensão e demissão), caso algum deles fosse determinado a efetuar um corte (desligamento)  de energia de algum consumidor que estivesse em débito com a empresa e se esse funcionário chegasse a conceder uma chance ao cliente de efetuar o pagamento da conta de luz naquela mesma data e deixasse de efetuar o corte da energia que tinha sido determinado pela empresa.

Ao tomar conhecimento, o sindicato (Stiupb) que representa a classe trabalhadora, entrou com um processo de denuncia por Assédio Moral contra a Energisa junto ao Ministério do Trabalho e no dia da audiência, a empresa alegou a justiça que já tinha punido o chefe denunciado, devido o mesmo ter agido de forma incorreta com os seus subordinados, mas não chegou a citar qual tinha sido o tipo de punição e o processo acabou sendo arquivado.

Depois da denuncia feita ao MT através do Stiupb, a maioria dos empregados chegou a pensar que a situação iria melhorar e que as perseguições e as pressões também iriam diminuiriam e os funcionários passariam a ter mais tranquilidade nas suas atividades trabalhistas, mas foi tudo ao contrário, o mesmo Coordenador denunciado, continuou assediando moralmente os seus subordinados e os punindo  com suspensão e demissão.

Com menos de um ano, veio o resultado da punição do referido chefe que foi denunciado ao MT  por assediar moralmente os seus subordinados, onde a Energisa o puniu com grandes elogios feitos nos jornais e site interno (intranet) da própria empresa e para completar a punição, ele foi promovido a um cargo mais elevado do que exercia anteriormente na empresa em que trabalha.

O Stiupb também afirma que esse não é o primeiro caso dessa natureza que chegou acontecer, é apenas um dos exemplos, pois diversas situações desse tipo continuam acontecendo diariamente nas empresas mencionadas e quem sempre acaba pagando um preço altíssimo, são os funcionários que muito trabalham, ajudam as empresas a arrecadar milhões e quando os chefes acham que eles erram, os punem com suspensão ou demissão. Essa é a verdade.

 

Matéria de Responsabilidade do Stiup-PB

 


Publicidade
Publicidade

Comentários

O utilizador reconhece e aceita que o PATOSONLINE.COM, apesar de atento ao conteúdo editorial deste espaço, não exerce nem pode exercer controle sobre todas as mensagens. O PATOSONLINE não se responsabiliza pelo conteúdo de mensagens publicadas no mural ou comentários de postagens.