comentários  

06 de julho de 2013, 10:02

Nossa câmara voltará produtiva?


No próximo dia 13 (julho) nossos parlamentares mirins retornam de mais um recesso. Privilégio esse não dado aos demais trabalhadores, principalmente aqueles que justamente trabalham e produzem. Nesse retorno, a população espera que os mesmos voltem depois de todo esse período de descanso e super-bem remunerados, com conteúdo de interesse para a coletividade e não com tantas futilidades como assim foi todo primeiro semestre na Casa Juvenal Lúcio de Sousa.

Essa Legislatura com toda certeza deve ainda para a população uma resposta. Resposta essa de trabalho, competência e não de tantas picuinhas e divergências pessoas como assim foram marcados durante todo primeiro semestre. Pois, chegaram até ali, com o voto do povo e esse mesmo povo está de olhos bem abertos para saber quem na verdade merece voltar ou não.

Esse mesmo povo cobra uma Câmara mais atuante e não uma câmara onde oposição virou situação e situação  passou a fazer o papel de oposição em troca de interesses pessoais. Não é essa a Câmara que desejamos, principalmente agora quando a sociedade acordou e exige uma reforma política já. Atualmente, quantos dos 13 voltariam?

Nada lhe impede

 

 

 

  

Sempre achei que jornalismo tem que ser feito acima de tudo com ética e respeito. Ultimamente, tenho visto muitas divulgações e explorações em torno do nome do ex-prefeito Nabor Wanderley quando suas contas são julgadas pelo TC. No meu ponto de vista, de todas até o presente analisada pelo TC, nenhuma lhe impede de concorrer a nenhum cargo eletivo. Até o presente, a única punição recebida pelo mesmo por este órgão foi de multá-lo, e multas, nunca aqui e em lugar nenhum foi sinônimo de condenação. Pagou, está livre.

No meu ponto de vista, a única coisa que pode lhe deixar inelegível  se prosperar e se ele for condenado, é o processo das Ocipes. Esse é o único que lhe tem tirado o sono porque os demais nada o impede. Não passa de mera especulação.

Várzea

  

Esse município abre suas festividades juninas (João Pedro) de 12 a 14 de julho. Devido a crise e a situação complicada por que passa o país, o atual prefeito (Galeguinho) colocou o pé no freio de preferiu trazer atrações de menos peso em relação aos anos anteriores. Sobe o palco principal Tom Oliveira, Amazam e Banda Aveloz e demais artistas da terra e região. Menos Pinto do Acordeon, que não tem jeito de colher um só grão nessa administração. Provavelmente, abrirá as festividades o dinâmico vice-prefeito Dr. Otoni Medeiros.

 Não foi bom? 

  

Em contato com várias pessoas do Vale do Sabugi principalmente de Santa Luzia, depois das festividades juninas, por unanimidade todos chegaram a mesma conclusão. O tradicional São João da Veneza Paraíbana esse ano, em muito deixou a desejar. As fracas atrações, não conseguiram trazer para as ruas o número de pessoas esperado. Há quem diga que foi a pior versão de todos os anos. Embora, o prefeito antecipadamente, já vinha avisando, que não tinha dinheiro para fazer festa esse ano. Pior que o povo não perdoa e malha mesmo.

Iluminação 

Por falar em Santa Luzia, está na hora do prefeito Ademir Morais que sempre administrou bem essa cidade, ouvir as pessoas e dar uma melhorada na iluminação pública de acesso a mesma pela BR 230. A atual em muito deixa a desejar. Será?

Enquanto discute 

  

Enquanto em nosso Legislativo, os vereadores vivem se digladiando ou acessando o Facebook durante as sessões, a cidade vive a mercê de tantos projetos importantes e de total interesse de nossa coletividade. Bairros de crescimentos acelerados a exemplo de Belo-Horizonte e São Sebastião não têm um restaurante comunitário. Da mesma forma que não encontramos em ambos e em nenhum outro, Complexo Polo Esportivo que em muito iria salvar das drogas tantos jovens que já estão mergulhados no vício por falta de uma ocupação e acompanhamento adequado. Esses Caps em síntese, não resolvem droga nenhuma. Rivotril e diazepan nunca curou dependente.

 Finalmente o que é? 

  

Finalmente a Praça Nossa Senhora de Fátima, no papel Alcides Carneiro, do Belo Horizonte, vai continuar como praça para lazer ou para construção de prédio público? A metade da referida praça já foi engolida com duas obras e a outra anda Sem vida. Cadê a Praça do povo? Outra que vai ser engolida é a dos pombos ao lado da Estação Ferroviária. Destruição de área verde significa mais prejuízo e inundação. Onde anda a secretaria do “Meio ambiente”?

 Será se cola? 

 

 Já chamou atenção da população, que tem muita gente se infiltrando nessas manifestação atualmente nas ruas, com o único e só intuito: fins políticos. Com ataque às administrações, alguns que até pouco tempo viviam acariciando a tetas do poder estão em busca do ingênuos para tirarem proveito em cima disso. Ainda bem que o povo já notou e afastou-se. Os abutres da vida.

Reforma

   

A sem fim reforma do Banco do Brasil local transformou o primeiro andar num verdadeiro Oásis, enquanto o parte de baixo de acesso aos queixes o inferno de sempre. Nos dias de pique o purgatório deve ser um frigorífico. As filas se misturam e enfim,  ninguém sabe quem vai para os queixes ou entrar para a para as baterias dos caixas. Uma verdadeira mistura fina. Tanto gasto para pouco resultado.

 Anda evitando? 

  

Depois dessa onda de manifestações e vaias a prefeita Francisca Motta(PMDB) tem pouco aparecido em público. Segundo uma fonte, tem evitando o máximo aparição em locais aglomerados principalmente, quando nota a presença de certas pessoas vinculadas a linha de “esquerda”. Em Patos, tem esquerda? E a oposição?

Essa conversa é velha 

  

Não aguento mais ouvir alguns idiotas petistas locais dizendo por ai que o PT não anda nada satisfeito com a forma como vem sendo tratado na administração Francisca Motta. E que seu vice Lenildo Morais (PT) vai se reunir com Francisca para dar um basta nisso. Pelo visto, Lenildo, não anda nem um pouco preocupado com esses rebelados. Anda de bem com a prefeita e muito agradecido a Patos pela vice-prefeitura. Só Corsino para dar um basta nessa gente.

Decepcionado

 

  

Soube por uma fonte que o vereador patoense Fernando Jucá(PT), anda por demais decepcionado com seu partido. Desde que assumiu ainda não recebeu nenhum apoio por parte do partido e muito menos das lideranças. Uma ovelha só faz verão?

Qual a conquista dos estudantes?

Em Patos não vejo, com toda sinceridade, nenhuma conquista com relação aos direitos dos estudantes. Na maior parte dos grandes eventos, poucos são os promotores que reconhecem o direito dos estudantes. E em Patos há representação?

 

 

 

Mais sucesso

 

 

 

 

 

As informações chegadas de São Mamede dão contas de que durante as festividades juninas naquele município, quem andou fazendo sucesso foi a oposição. Ao invés de vaia, foram aplaudidos. Será?

Osvaldo Medeiros

www.osvaldomedeiros.com

 


Publicidade
Publicidade

Comentários

O utilizador reconhece e aceita que o PATOSONLINE.COM, apesar de atento ao conteúdo editorial deste espaço, não exerce nem pode exercer controle sobre todas as mensagens. O PATOSONLINE não se responsabiliza pelo conteúdo de mensagens publicadas no mural ou comentários de postagens.