comentários  

23 de abril de 2014, 08:29

Sal: um inimigo silencioso!


Que as crianças estão cada vez mais parecidas com os adultos não é nenhuma novidade. A novidade é que a criançada está cada vez mais com ''problemas'' de adultos do que se imaginava. A hipertensão, por exemplo, já não é mais exclusividade de gente grande ou idosa. ''Enquanto todo adulto com pressão acima de 14 por 9 é considerado hipertenso, não há um valor único para a garotada. Um menino de 7 anos com pressão de 11 por 6 já pode ser hipertenso'' é o que afirma o cardiologista Jorge Afiune, da Sociedade Brasileira de Pediatria. A novidade, também é ''novidade'' até para a ciência como se observa.

É ai que entra o sal, o sódio. A maioria dos alimentos industrializados e ricos em sódio se tornaram muito familiares á mesa da criançada, e até por isso a Organização Mundial de Saúde (OMS) anda preocupada com os casos de pressão nas alturas na infância. O mineral, que estende o prazo de validade dos alimentos industrializados, é encontrado na maioria dos produtos consumidos e “adorados'' pelas crianças, como bolachas recheadas, pães, comidas de Fast Food e, claro, naqueles ''salgadinhos'' que não por acaso recebem esse apelido. A ingestão de menos de 2 gramas de sódio por dia seria o recomendado pela OMS para meninos e meninas entre 2 e 15 anos.

Para se ter um parâmetro, um único lanche com hambúrguer, queijo, catchup, maionese  e um simples copo de refrigerante, chegam bem próximo dessa cota diária . A Sociedade Brasileira de Cardiologia acredita que entre 6 a 8 por cento das crianças brasileiras já são hipertensas. Como é um inimigo  silencioso, a hipertensão da criançada na maioria das vezes passa despercebida pelos pais . ''O sódio é o famoso assassino silencioso. Uma minoria dos pacientes apresenta sintomas, seja criança ou adulto'' é o que afirma o nefrologista Dante Giorgi, do Instituto do coração de São Paulo.

De onde vem o sódio? Da mesa e da lancheira da criançada. O Valor diário de sódio é considerado baixo, quando o alimento tem até 5 %, e considerado alto, quando tem mais de 15 %, sendo claro que se houverem exageros, mesmo em alimentos de baixo teor, podem contribuir para a hipertensão infantil. Enquanto o chocolate ao leite com 21 mg tem valor diário de 1 %, um inocente macarrão instantâneo  de galinha caipira ,pacote com 85 gramas ,o valor diário é de  67 %. Um nuggets de frango, com 5 unidades, 130 g. tem um valor diário de 25 %. Pizza, cachorro quente, hambúrguer e até pipoca de micro-ondas natural, sem sal, tem valor diário de 13%.

A solução para prevenir ou contra - atacar tanto o ganho de peso como a pressão lá nas alturas não tem muito segredo: É preciso manter desde criança pequenos hábitos saudáveis que começam inclusive na amamentação. ''Alimentar-se exclusivamente com leite materno até os 6 meses de vida já diminui o risco”, esclarece  Dra. Maria Cristina de Andrade, nefrologista do Hospital Infantil Sabará, em São Paulo.

Uma boa dieta para evitar a hipertensão nas crianças e nos adultos é dar preferência a alimentos não industrializados e que já possuem uma quantidade do mineral suficiente para as necessidades do organismo. “O ideal é que no preparo da refeição não se adicione nada de Sal”, orienta a nutricionista Regina Pereira , da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo. ''Se a criança é acostumada a refeições salgadas, seu paladar vai se adaptar a esse padrão'' afirma a nutricionista.

A orientação para os pais é retardar e reduzir a presença dos industrializados á meninada, tirar o saleiro da mesa e...servir de modelo. Porque as crianças aprendem mais com ''o que você faz'' do que ''o que você fala '. São pequenas mudanças que contribuem para criar uma criança que não vai depender tanto das pitadas de sódio para sentir prazer à mesa e ter uma pressão controlada durante bom tempo de sua vida.

Potássio amigo! Capriche nas frutas e verduras onde mora o mineral. Ele ajuda o coração a trabalhar, facilita a dilatação dos vasos e induz a excreção de sódio pelos rins. A obesidade, cada vez mais comum entre as crianças, tem dado um enorme empurrão para o problema aparecer antes da hora. Entre os gordinhos o risco de hipertensão é oito vezes maior.

Quanto mais tempo à criança ou o adolescente e até mesmo o adulto permanecer acima do peso, maior é a probabilidade de virar um hipertenso pra valer, e de apresentar doenças cardiovasculares. A partir dos 3 anos a pressão deveria ser medida em todas as visitas ao médico, da mesma forma que a temperatura, a altura e o peso. É o que afirma o pediatra João Tomás Carvalho, da UNIFESP, Universidade Federal de São Paulo.

Se o sal faz mal, imagina então os doces, mas esse vai ser outro tema do ART GASTRÔ.

Uma Boa semana a todos! Cheio de saúde e paz, porque o resto à gente corre atrás.

 

Olha que legal!

 

A partir dessa sexta-feira, dia 25, e todas as sextas-feiras, estaremos das 07:00 às 09:00h da manhã, com o apresentador Bertrand  Freire , na rádio CIDADE MORENA, dando dicas de gastronomia e apresentando algumas receitas.

A receita dessa primeira sexta-feira é uma das delicias da minha terra, Mato Grosso do Sul , a Galinhada Matogrossense. É uma delícia e super fácil de fazer. Eu aguardo sua audiência. Até lá!

 

Lourimar Neto

 



Publicidade
Publicidade

Comentários

O utilizador reconhece e aceita que o PATOSONLINE.COM, apesar de atento ao conteúdo editorial deste espaço, não exerce nem pode exercer controle sobre todas as mensagens. O PATOSONLINE não se responsabiliza pelo conteúdo de mensagens publicadas no mural ou comentários de postagens.