comentários  

01 de maio de 2014, 08:58

O melhor gol da TV!


O melhor gol da TV!

Perdemos, na tarde desse sábado, dia 19 de abril, um dos maiores nomes do desporto brasileiro, Luciano do Valle morreu aos 66 anos de idade, e 50 anos de carreira.  Foi o maior divulgador e incentivador de muitos esportes no Brasil, além do futebol e era dono de uma voz inconfundível e admirável. Segundo os seus amigos mais íntimos, um ser humano de grande de caráter.

O locutor morreu na cidade de Uberlândia-MG. Após passar mal no avião, foi socorrido ao hospital, mas infelizmente não resistiu. A causa da morte ainda é incerta, tudo indica que foi um ataque cardíaco.

Luciano do Valle Queiroz era natural de Campinas-SP. Nasceu em 04 de julho de 1947. Deixou viúva e quatro filhos, sendo um filho e três filhas. Ele trabalhava atualmente na TV Bandeirantes.

No ano de 2013, Luciano comemorou 50 anos de carreira. Começou sua jornada aos 16 anos, foi locutor da Rádio Educadora ao lado do radialista Lombardi Netto. No início da década de 70, foi contratado pela TV Globo, saindo após a Copa do Mundo de 82. Foi para TV Record, onde, em 26 de julho de 1983, promoveu e organizou um jogo amistoso em pleno Estádio Maracanã, a céu aberto, entre as seleções masculinas de Vôlei, do Brasil e da União Soviética, com o público de mais 95 mil pessoas, e com transmissão ao vivo pela TV Record. O Brasil venceu por 3x1. Esse evento foi um marco, um divisor de águas para o Voleibol brasileiro.

No fim de 1983, mudou-se para Rede Bandeirantes, onde ficou até 2003. Quando saiu da Emissora. Mas regressou a mesma em 2006,onde esteve até sua morte. Quando chegou à Band, trouxe consigo um projeto ambicioso, ampliar as transmissões na TV brasileira, ou seja, não só cobrir o futebol, mas outros esportes, como vôlei, basquete, fórmula Indy, natação, boxe, futebol feminino, entre outros. O Grupo Bandeirantes abraçou essa ideia e, por isso, tornou-se o “Canal do Esporte”. Esse foi o maior legado deixado por Luciano. Se hoje, todos esses esportes mencionados são conhecidos e campeões. Pois, as transmissões desses esportes na TV atraíram o apoio do Governo e dos patrocinadores. Foi esse homem visionário e brilhante, que disse: “O Brasil é enorme, para ser só o país do futebol”.

Na comunicação, era uma unanimidade, e entre todas as torcidas. Luciano cobriu 10 Copas do Mundo, e várias Olimpíadas. Apesar desse currículo invejável, “Luciano do Valle, ainda tinha um sonho, narrar os Jogos Olímpicos de 2016, no Rio”, revelou sua esposa”, Flávia. Com feito, não será possível daqui da Terra, contudo, certamente da cabine vip do Céu, sim.  Até seu concorrente direto,Galvão Bueno, prestou-lhe uma homenagem dizendo: Foi uma concorrência dura, mas leal. Como será fazer a Copa sem ter ele na outra linha? Como foi bom tê-lo como amigo, como referência. Ficam muito mais pobres a televisão e a comunicação desse país, a partir de hoje com sua morte.

Seus companheiros de trabalho como: Neto, Nivaldo Prieto, Renata Fan, Dr.Osmar, Denílson, Fernando Fernandes, Ronaldo Giovanelli, Alex Muller, Ulisses Costa, Paloma Tocci, Edmundo, Téo José e Milton Neves prestaram uma linda homenagem ao narrador. “Falaram: perdemos nosso camisa 10, ficamos sem nosso mito, o ícone, o mestre da narração com emoção . Uma extraordinária pessoa, de caráter indiscutível, de uma generosidade sem igual, de uma humildade exemplar”.

Muitíssimo obrigado, e descanse em paz, Luciano do Valle, digo melhor, Luciano do Brasil, o melhor gol da TV.

 

 

JORDAN BEZERRA

 

Revisão : professora Klítia Cimene


Publicidade
Publicidade

Comentários

O utilizador reconhece e aceita que o PATOSONLINE.COM, apesar de atento ao conteúdo editorial deste espaço, não exerce nem pode exercer controle sobre todas as mensagens. O PATOSONLINE não se responsabiliza pelo conteúdo de mensagens publicadas no mural ou comentários de postagens.