comentários  

15 de julho de 2016, 09:18

Câncer de mama dói?


        A dor mamária ou mastalgia é a causa mais freqüente de consulta ao Mastologista. Por interferir nas atividades sociais e profissionais da paciente, acarreta impacto na sua qualidade de vida. 

        Ela pode ser dividida em cíclica e acíclica. A do tipo cíclica é bilateral, mais freqüente em pacientes de 20 a 40 anos, acomete toda a mama, está relacionada às variações hormonais e ao ciclo menstrual e piora com o estresse. Surge no período pré-menstrual e, normalmente, desaparece após a menstruação. Já a acíclica, que é unilateral, não tem relação com o ciclo menstrual, localiza-se em uma área focal da mama, costuma acometer pacientes após a menopausa e pode irradiar para outras partes do corpo. Dentre as causas de dor acíclica estão o uso de certos medicamentos, infecção, trauma ou acidente e as “alterações funcionais benignas da mama”, entidade anteriormente conhecida como “displasia mamária”. 

          A avaliação da paciente com dor na mama inclui coleta de história clínica e exame físico precisos. É importante também para descartar causas de dor extramamária, como angina, doença do refluxo gastroesofágico e dor osteomuscular. A depender da indicação, o Mastologista poderá solicitar exames complementares, em especial a mamografia. 

          Onde entra o câncer de mama nessa história, finalmente? Apenas 0,8 a 2% de todos os casos de dor mamária é que estão relacionados ao câncer de mama. Portanto, na maioria das vezes, ele não é o responsável pela dor. E uma vez individualizada, a mastalgia será tratada conforme sua causa específica.


Autor(a): Maria Stefania Nóbrega Batista - Titular da Sociedade Brasileira de Mastologia

 


Publicidade
Publicidade

Comentários

O utilizador reconhece e aceita que o PATOSONLINE.COM, apesar de atento ao conteúdo editorial deste espaço, não exerce nem pode exercer controle sobre todas as mensagens. O PATOSONLINE não se responsabiliza pelo conteúdo de mensagens publicadas no mural ou comentários de postagens.