comentários  

05 de agosto de 2016, 08:21

Tabus do prazer feminino. Como ser feliz no momento da relação?


    É como ver estrelinhas, rsrs  perdemos o controle do corpo em alguns segundos, os batimentos cardíacos são acelerados, corpo arrepiado, a pele fica quente, essas sensações costumam ser sentidas pelas mulheres no ápice do prazer, mas claro que varia de mulher para mulher, mas que também há duas coisas que acontecem entre elas: muitas mentem para seu parceiro, fingem orgasmo e tem aquelas que têm dificuldade de obter orgasmo, mas vamos falar sobre os tipos de orgasmos femininos: clitoriano, vaginal e anal.

Orgasmo clitoriano - é o mais fácil de alcançar quando estimulado corretamente. O clitóris é um órgão no corpo da mulher que existe exclusivamente para gerar, proporcionar prazer. E como chegar ao orgasmo clitoriano? Aqui a masturbação é essencial para obter o orgasmo clitoriano. Já ouvi pessoas colocando a culpa por não ter orgasmo no parceiro, mas a verdade é que se você conhece bem seu copo poderá conduzir seu parceiro para que, durante as relações a dois, e assim atingir o orgasmo. Há também posições mais favoráveis que favorecem o prazer feminino.

Orgasmo vaginal – é o que leva a mulher ao prazer com a penetração na vagina sem estímulo do clitóris. O prazer aqui é alcançado na penetração. É um número pequeno de mulheres que conseguem obter orgasmo vaginal, mas é possível quando localizado o famosos “ponto G”.

Orgasmo anal – é possível? Primeiro é algo extremamente raro. Como diz o próprio nome é sentir prazer por meio do sexo anal. Até por que o ânus não tem como função proporcionar prazer, mas de expelir.  Há mulheres que dizem ter sentido orgasmo anal sem estimulo do clitóris, mas em minha opinião como elas já fingem para o parceiro quando tem prazer clitoriano, imagina na relação anal. Uma coisa é você não sentir dor no sexo anal, sentir satisfeita e, outra é realmente sentir o orgasmo anal.

Se a mulher nunca obteve orgasmo feminino ou já sentiu algumas vezes, mas tem dificuldade em chegar ao orgasmo sempre nas relações a dois, procure uma especialista sexual. Por que qualquer disfunção sexual repetida mais de três vezes ou insistir durante seis meses é recomendável uma consulta com especialista sexual, sim.

Claudia Carvalho.


Publicidade
Publicidade

Comentários

O utilizador reconhece e aceita que o PATOSONLINE.COM, apesar de atento ao conteúdo editorial deste espaço, não exerce nem pode exercer controle sobre todas as mensagens. O PATOSONLINE não se responsabiliza pelo conteúdo de mensagens publicadas no mural ou comentários de postagens.