comentários  

07 de janeiro de 2017, 08:40

Coordenador de Comunicação rebate críticas negativas sobre nomeação de diretor do Teatro Municipal de Patos. Escute


A notícia divulgada em matéria jornalística nesta quinta-feira (05) e que tornou pública a nomeação em diário oficial do senhor Aldo Alves Fernandes Júnior como diretor do Teatro Municipal Ernany Sátyro, está gerando a maior polêmica na cidade de Patos, ainda mais quando todos já sabem que o diretor possui lotação na Secretaria de Cultura, sem que o mesmo tenha conhecimento de causa para ocupar a pasta.

O fato provocou ainda uma reação por parte da Associação do Trabalhador Cultural (Astral), que emitiu uma nota de repúdio pela referida nomeação.

Para rebater as críticas negativas sobre o ato do poder executivo, o jornalista Luiz Gonzaga Lima de Morais, atual coordenador de comunicação da gestão do prefeito Dinaldo Wanderley Filho, disse em respostas aos comentários sobre a polêmica gerada, que a intenção de nomear uma pessoa para direção do teatro municipal teve como objetivo encarregá-la de acompanhar a obra do teatro, que por sinal está parada e aguardando ser retomada.

“Não é um promotor de artes teatrais, não é um diretor do teatro já em funcionamento. É uma pessoa que cuidasse da conservação da obra do teatro e que tentasse liberar a obra para sua continuidade, verificando inclusive a aplicação dos recursos, sendo esta a parte administrativa e burocrática”, explicou Gonzaga.

Teatro O coordenador também informou que já está havendo uma alteração na portaria, transferindo o diretor nomeado para ocupar a Secretaria de Infraestrutura, já que esta pasta é sim responsável por acompanhar a obra do teatro e as demais em todo o município.

A questão levantou também o fato de que o setor cultural da cidade de Patos nunca foi respeitado como de direito. O começo de uma nova gestão faz com que esse questionamento ressurja e se apresente com novas perspectivas, basta sabermos se agora este setor será visto como importante para o município ou apenas para receber medidas paliativas que não mais convencem os atores culturais.

Saiba mais detalhes na entrevista que segue.

 

Matéria por Patosonline.com

Sonora cedida por Higo de Figueiredo


Publicidade
Publicidade

Comentários

O utilizador reconhece e aceita que o PATOSONLINE.COM, apesar de atento ao conteúdo editorial deste espaço, não exerce nem pode exercer controle sobre todas as mensagens. O PATOSONLINE não se responsabiliza pelo conteúdo de mensagens publicadas no mural ou comentários de postagens.