comentários  

06 de fevereiro de 2017, 14:47

O que fazer quando o desejo desaparece e o nosso marido não compreende e nem aceita isso!?


..Tive minha primeira filha há dois anos. De lá pra cá não tenho vontade nenhuma de namorar meu marido. Às vezes invento desculpas e coloco nossa filha para dormir junto com a gente.

..Já tive meu bebê há quase 10 meses e cada vez me afasto mais do meu marido.

..Minha mulher perdeu o desejo sexual depois de ser mãe.

Atire a primeira pedra quem é mãe, e não enfrentou situação semelhante? Nesse período a mulher por alguns fatores deixa seu lado erótico de lado, e o lado materno assume o papel, e que na maioria das vezes custam para conciliar ambas as coisas.

O fim do desejo: modificações hormonais, alterações de rotina e revisão da relação estão envolvidas com a maternidade. E o que fazer para mudar essa situação e resgatar o desejo sexual da parceira? Antes de tudo ,vamos entender o que acontece,pois compreender essa mudança e buscar adaptação é fundamental para dá o ponta pé inicial ao resgate sexual na relação.

-Após a maternidade as mães entram em uma espécie de bolha com o bebê, mas esta passagem deve ser entendida como temporária, para o bem dela e do bebê. A boa mãe não é aquela que não desgruda da cria, mas aquela que sabe sair e volta.

-Cansaço – após o nascimento do bebê, a rotina fica cheia de novidades e que se tornam bastante cansativas. Ela sente mais maternal, não se sente erotizada, Nem sexy, fica preocupada com as gordurinhas.

-Hormônios- No fim da gravidez e após o nascimento do bebê, há o aumento natural da prolactina. Este hormônio desempenha um papel importante para a produção do leite, além de inibir a ação dos hormônios femininos produzidos pelo ovário, o que causa ressecamento vaginal e atrofia na mucosa vaginal. “Estas alterações são mais intensas nos primeiros seis meses. A partir do quarto mês, a prolactina começa a baixar e no sexto já está normalizada. As alterações da gravidez regridem e a produção do leite acontece naturalmente, devido à sucção do bebê”.

Agora um alerta: Se a mulher estiver sem desejo ainda após um ano recomenda que ela procure um ginecologista para fazer uma avaliação hormonal. Se o problema não for de causa orgânica recomendo um especialista em sexualidade.

Contornar esta fase é possível, sim. A gente não vive só de hormônios. O desejo é mobilizado por hormônio, mas também é de uma produção racional. A mente comanda o corpo. Se a gente não tem desejo, tem de construir este desejo, só não pode ficar colecionando um álbum cheio de erros, e nem ficar esperando que ele reconstrua sozinho como antigamente.

Se você quer salvar a relação, deixe as cobranças de lado e pense o que é possível fazer daqui para frente. “Não importa quem errou, importa quem consegue consertar. Geralmente são os dois juntos.

 

Claudia Carvalho

Espc. Familiar e Sexualidade


Publicidade
Publicidade

Comentários

O utilizador reconhece e aceita que o PATOSONLINE.COM, apesar de atento ao conteúdo editorial deste espaço, não exerce nem pode exercer controle sobre todas as mensagens. O PATOSONLINE não se responsabiliza pelo conteúdo de mensagens publicadas no mural ou comentários de postagens.