comentários  

08 de abril de 2017, 12:51

Temer vai canonizar Lula


Que me perdoem meus amigos católicos. Não vejam aqui nenhum sacrilégio. Nos dias de hoje, Temer jamais viraria papa. Os últimos deles foram verdadeiros santos. Temer será visto, pelas próximas gerações, como o oposto deles.

Mas por que a referência à pretensa canonização de Lula? É que Lula decepcionou completamente os trabalhadores que acreditaram nele e no seu PT. Enganou os trabalhadores com o bolsa-família que vicia muita gente na preguiça e na indolência. Tornou-se para muitos um verdadeiro santo. Até com direito a uma romaria, quando as águas da Transposição chegaram a Monteiro.

Enquanto isso, comandou um verdadeiro assalto ao patrimônio dos brasileiros, através do esquema que locupletou os políticos que o acompanhavam e o apoiavam, objetos hoje da Operação Lava-Jato. E para completar nos impingiu um “poste”, a ex-presidente Dilma, que terminou de quebrar o país. E de quebra tivemos que herdar Michel Temer, duas vezes vice de Dilma. Ou seja, jogou duas bombas no colo dos brasileiros: Dilma e Temer.

Não adianta os petistas quererem colocar toda a culpa do desastre que  acomete o país na conta de Temer. Todos os ministros de Temer, execrados hoje pelo PT, foram colaboradores de Lula e de Dilma.

Mas afinal, por que Temer canonizaria Lula?

Quando os brasileiros de todas as classes e categorias abrirem realmente os olhos, vão ver como os governos petistas afundaram economicamente o país. Principalmente com a roubalheira aos cofres públicos, que sempre existiu, mas nunca numa escala tão astronômica como a que atingiu o país nos treze anos petistas. Que ironia! Treze é o número do PT. De sorte para ele, de azar para nós. E não venham me dizer que Sérgio Moro com sua Operação Lava Jato inventaram tudo. As evidências estão em toda parte. As “maracutaias” sempre existiram, mas não em escala de bilhões como aconteceram na era petista.

Mas, se os petistas e seus sócios e concorrentes afundaram economicamente o país, Temer atenta agora contra aquilo por  que os petistas tanto diziam lutar: os direitos dos trabalhadores brasileiros. Depois de verem o país quebrado, os trabalhadores estão prestes a perderem muitos dos direitos trabalhistas e previdenciários que adquiram com suas lutas ao longo dos últimos cem anos ou mais.  

O primeiro atentado aos direitos dos trabalhadores foi a aprovação da terceirização indiscriminada, em todas as empresas e em todas as atividades. A terceirização precariza o contrato de trabalho e traz insegurança para os trabalhadores. A desculpa é combater o desemprego. Quem viver verá que pior do que o desemprego é a insegurança de não saber se amanhã estará empregado. Na hora em que você olhar de cara feia para o patrão ele dispensa você e contrata um terceirizado. E se você já for terceirizado ele não tem nem despesa é só pedir que a empresa que o terceirizou troque você por outro.

Outros atentados vêm por aí. A reforma trabalhista vai tirar muitos direitos dos trabalhadores. Vai criar mais insegurança. Vai colocar os direitos dos trabalhadores nas mãos dos sindicatos e dos patrões, sem que os trabalhadores possam recorrer à Justiça, alegando o que lei lhes garantia. Os acordos entre sindicatos e patrões valerão mais do que a CLT. Isto num país em que existem mais sindicatos “pelegos”, ou seja, comprometidos com os patrões, do que sindicatos sérios. A maioria dos presidentes dos sindicatos está mais preocupada em “se arrumar” do que em defender o interesse dos trabalhadores. E aí, quem defenderá os trabalhadores de sindicatos que estão no “bolso” dos patrões? Que me perdoem os poucos sindicatos realmente sérios.

Outro atentado contra os trabalhadores será contra aquilo que devia ser a garantia de uma velhice tranquila: a Previdência. Claro que a Previdência precisa de uma reforma, mas de uma reforma que garanta os seus direitos, não que lhes tire estes direitos. O Governo tem que combater e impedir novas fraudes contra a Previdência. Cancelar aposentadorias e benefícios conseguidos mediante fraude. Tem que cobrar das grandes empresas que não recolhem o que devem à Previdência. Tem que fiscalizar para que não existam tantos trabalhadores sem carteira assinada e sem que, consequentemente, recolham para a Previdência. Tem que “tapar os ralos” por onde se desperdiçam os recursos da Previdência, antes de colocar uma futura aposentadoria cada vez mais longe do alcance dos trabalhadores.

Depois destes atentados aos direitos dos trabalhadores, Temer e seu governo vão virar a “besta do Apocalipse” e Lula, um verdadeiro santo.  (LGLM)

 

 


Publicidade
Publicidade

Comentários

O utilizador reconhece e aceita que o PATOSONLINE.COM, apesar de atento ao conteúdo editorial deste espaço, não exerce nem pode exercer controle sobre todas as mensagens. O PATOSONLINE não se responsabiliza pelo conteúdo de mensagens publicadas no mural ou comentários de postagens.