comentários  

19 de abril de 2017, 13:32

Representantes de vários segmentos participam da Audiência do Orçamento Participativo em Mãe d’Água


A Prefeitura de Mãe d’Água, juntamente as Secretarias Municipais, realizou no último dia 11, uma Audiência Pública do Orçamento Participativo de onde serão retiradas propostas e sugestões da população para compor a Lei de Diretrizes Orçamentarias - LDO 2018, da Lei Orçamentária Anual – LOA 2018 e do PPA (Plano Plurianual) 2018/2021.

O evento foi aberto à população e a Gestão Municipal, composta pelo prefeito constitucional, Francisco Cirino e todos os secretários municipais compareceram ao Auditório Municipal Professora Lucinda de Souza Justo, onde, junto com a contadora do Município, Clair Leitão e a palestrante do evento, Cláudia Leitão, falaram sobre a importância deste momento, repassaram orientações aos presentes e acolheram e levaram à votação todas as propostas elencadas pelos participantes.

Os participantes da plenária receberam uma folha orientação, na qual havia um leque de opções dos setores em que cada participante poderia marcar o que ele ver como prioridade e, em seguida, um espaço para suas sugestões. Os temas apresentados variavam entre Saúde, Educação, Geração de Emprego e Renda, saneamento, pavimentação, abastecimento d’água, políticas públicas para jovens, adolescentes, idosos, mulheres, entre outros pontos.

A maioria dos presentes listou como prioritária a construção e/ou a busca por um sistema de abastecimento de água que retire a população do sistema através do qual é atendida atualmente, e essa solução, segundo o Governo e a população presente seria a construção de uma adutora. O prefeito, em sua fala, corroborou a sugestão dos participantes e lamentou ser o interlocutor do repasse de uma notícia triste para toda população.

“Eu, não só como gestor, mas também enquanto cidadão compartilho do desejo de ver nossa cidade livre deste problema. Toda população anseia por esta adutora, inclusive, creio até que queiram mais que a estrada, que embora tenha encurtado distâncias, não nos impedia de ir e vir. E a falta de água pode nos afastar de nossa querida terra, caso um dia ela viesse a faltar. Infelizmente, a realização deste projeto está mais distante do que pensamos, pois, aquilo que foi promessa de campanha, na campanha mesmo ficou. Temos que começar tudo do zero e, para isso, estamos, junto com o deputado Hugo Motta, vendo a possibilidade de sermos recebidos pelo ministro da Integração e passamos levar a esfera federal este projeto”, complementou Cirino.

Além do sistema de abastecimento, outros quatro segmentos foram elencados como prioritários na inclusão dos documentos que nortearão os trabalhos da Gestão pelo ano de 2018, como também pelos próximos três anos. Em segundo lugar, a criação de políticas que favoreçam a geração de emprego e renda no município; em terceiro, recuperação, abertura e manutenção de estradas; quarto, mais investimentos em Saúde; e quinto, políticas voltadas para as crianças e adolescentes. Outros pontos também bastante citados foram o fortalecimento e maior apoia as iniciativas culturais e a exploração do potencial turístico do município, inclusive, como fonte para geração de emprego e renda.

Presenças

Marcaram presença na plenária do Orçamento Participativo 2017, o presidente da Câmara Municipal de Mãe d’Água, Valdemir Ferreira e os vereadores Miguel de Basto, Neguinha, Vandinho, Del de Rivaldo e Dudu.

Entre os secretários municipais, compareceram as secretárias Lúcia Nunes e Silvia Canuto (Assistência Social), Marcone Monteiro (Educação), Sandra de Lourdes e Glaucia (Saúde), Gustavo e Normando (Infraestrutura), Zé Tota e Antonio Gomes (Agricultura), Ytapuan Nunes e Lúcia Monteiro (Administração), Inácio Monteiro (Finanças), Elinaldo (Cultura) e Luciano Figueiredo (Assessor Jurídico).

Também se fizeram presentes representantes de igrejas, a exemplo do pastor da Assembleia de Deus, Antonio Gomes de Almeida, da ex-secretária de Cultura, professora e ativista cultural, Rosana Leão, o professor Biu do Xadrez, o senhor Zezé Alves, representado as comunidades rurais e servidores de vários setores da administração municipal.

 

Ascom | Prefeitura de Mãe d'Água

 

Fotos e vídeos da postagem



Publicidade
Publicidade

Comentários

O utilizador reconhece e aceita que o PATOSONLINE.COM, apesar de atento ao conteúdo editorial deste espaço, não exerce nem pode exercer controle sobre todas as mensagens. O PATOSONLINE não se responsabiliza pelo conteúdo de mensagens publicadas no mural ou comentários de postagens.