comentários  

19 de abril de 2017, 15:20

A UEPB vem sofrendo sucessivos ataques! Professores expõem crise na instituição durante entrevista na cidade de Patos


O professor Adriano Homero, diretor da Universidade Estadual da Paraíba, Campus VII, em Patos, (UEPB/Patos), e o seu vice-diretor, professor Odilon Avelino, foram os entrevistados no programa Polêmica, levado ao ar pela Rádio Espinharas FM/AM das 18 às 19horas. O programa especial sobre a UEPB aconteceu na noite desta terça-feira, dia 18, para discutir a grave crise enfrentada pela instituição de ensino superior após os sucessivos cortes orçamentários promovidos pelo Governo do Estado da Paraíba.

“...estamos trazendo para a sociedade aquilo que já um fato consumado, já um fato constatado. A UEPB vem sofrendo, historicamente, sucessivos ataques a sua autonomia, autonomia essa que é garantida com dispositivo constitucional. Além disso ela vem sofrendo em sucessivos governos e em sucessivos anos, cortes significativos do seu orçamento que tem, na prática, inviabilizado algumas atividades. Nesse momento, a gente chegou num momento crucial. Digo que a gente vive uma verdadeira via crusis...essa via crusis começa precisamente no ano de 2010, último ano do mandato de José Maranhão no qual ele, a última parcela do duodécimo não foi repassada para UEPB...depois vem Ricardo Coutinho e faz um cálculo da estimativa da UEPB baseado em 11 parcelas e não em 12...não é só uma questão de redução orçamentária, é um ataque frontal, de um desrespeito do Governo do Estado a uma lei que o próprio Governo aprovou. A Lei da Autonomia da UEPB vem sendo desrespeitada...”, alerta professor Adriano Homero.

Os professores mostraram dados do próprio Governo do Estado da Paraíba que tornam claros os cortes drásticos ano a ano nos recursos da UEPB. Os cortes são tão gritantes que colocam em risco o funcionamento adequado da instituição. Demissão de funcionários, redução de pesquisas, corte de bolsas, precariedade da infraestrutura e outros fatores que estão precarizando a universidade.

O professor Odilon Avelino destacou a importância da UEPB para o povo e a juventude, principalmente os filhos da classe trabalhadora do Estado. “Se a sociedade não começar a enxergar isso, podemos ter sérios problemas na frente. Se um Campus desse fechar, o prejuízo é enorme. É muito grande a importância! Estamos defendendo um patrimônio público que tem história”, relatou.

Houve participação de ouvintes que expressaram a preocupação diante dos cortes orçamentários. O professor Odilon comentou que um empresário doou um terreno na cidade de Patos para a construção do prédio próprio da UEPB, no entanto, por falta de recursos, o terreno está abandonado sem nada ser construído.

 

 

 

Jozivan Antero – Patosonline.com

 

 

 

OUÇA entrevista com os professores:

 

 


Publicidade
Publicidade

Comentários

O utilizador reconhece e aceita que o PATOSONLINE.COM, apesar de atento ao conteúdo editorial deste espaço, não exerce nem pode exercer controle sobre todas as mensagens. O PATOSONLINE não se responsabiliza pelo conteúdo de mensagens publicadas no mural ou comentários de postagens.