comentários  

27 de maio de 2017, 22:19

Vereadores aprovam redução do recesso parlamentar; e oposição denuncia irregularidade da gestão


Os Vereadores de Santa Terezinha-PB, se reuniram na tarde dessa sexta-feira (26), na Casa Geraldo Luiz Camboim. O Presidente Francisco Bezerra (PSB) abriu à sessão às 17h15. Apresentou votos de pesar as famílias de Maria Da Guia e Osman Araújo. O 2° secretário Menon Ayres (PROS) passou a lista de presença da sessão ordinária e, constatou que todos os parlamentares compareceram ao plenário. O 1° secretário Salomão Cordeiro (PP) leu os leu os ofícios e a pauta da Câmara.

Quem primeiro usou à tribuna foi o Vereador Lila (PSB) felicitou ao presidente pelos 100 dias de sua administração e que, se orgulha do trabalho de Francisco, destacou às melhorias da Casa. Parabenizou a prefeita em relação à reforma na Escola do Tamanduá. Cobrou da gestão a iluminação pública, a limpeza do mato nas ruas, a distribuição das cestas básicas e higienização dos carros.

Denunciou que a prefeitura que comprou dez pneus no período de dois meses para o mesmo ônibus, detalhe, o veículo só tem lugar para seis pneus. O Vereador apresentou as notas fiscais que comprovou a compra no valor de 17 mil reais. Pediu explicação ao líder da prefeita. Por fim disse que tem muita coisa errada na administração.

O Vereador Pedro Sopa (PSDB) fez um pequeno relato do cenário político e financeiro do país, disse que apesar de tudo, a gestão está caminhando bem. Pediu um pouco de bom senso, pois os serviços estão sendo feitos como; capinação, iluminação, conserto dos calçamentos.

Em relação às feiras pediu que a prefeita doasse pelo menos 100 cestas básicas, já ia amenizar a situação dos mais carentes. O Vereador disse que falou com o Major Douglas Ferreira do 3° Batalhão de Patos, o Comandante se mostrou sensível à problemática da segurança pública. Por último entrou em uma discussão com o Vereador Menor, dizendo que a turma da oposição só fazia criticar.

A Vereadora Lidianny Medeiros (PSDB) parabenizou a realização da audiência pública, que tratou das Reformas da Previdência e Trabalhista. Lamentou os poucos trabalhadores na audiência, deveriam ser os mais interessados na sessão. Ainda sobre audiência, criticou ausência do Secretário de Agricultura do município, o senhor Marlos Lúcio.

Parabenizou a prefeita e o secretário de Educação Osvambergh Oliveira pela reforma da Escola do Tamanduá. No fim, apresentou o Projeto de Lei, que concede o título de cidadão Santerezinhense, ao médico ortopedista Marckson Almeida de Lima, natural de Campina Grande.

O Presidente Francisco Bezerra (PSB) comentou que concedeu entrevista aos jornalistas Jordan Bezerra e Josley Oliveira no programa Conexão com a Notícia, onde fez um balanço das ações de trabalho dos seus 100 dias, à frente ao Poder Legislativo.

Pediu à senhora prefeita que tenha pulso firme, pois há muitos erros na gestão, e sabe que ela tem uma boa índole. Pois, quem vai responder pelos erros da gestão é ela. Apresentou um requerimento que solicita a reabertura do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS). Justificou a importância desse serviço para o município. Parabenizou a gestora pela abertura da Casa de apoio em João Pessoa. Disse que vai marcar uma audiência pública para tratar da problemática da segurança pública, que assola tanto à cidade como a zona rural de Santa Terezinha.

Criticou com veemência o problema da falta de iluminação pública na cidade e na zona rural, e que, se não resolver, “vou tomar uma medida mais drástica que é apresentar um Projeto de Lei que isenta o cidadão da obrigatoriedade de pagar a taxa de iluminação pública, pois não é justo o cidadão pagar pelo um serviço e não usufruir”, afirmou o presidente.

Reivindicou do líder da prefeita à reunião da gestora com os motoristas. Solicitou os consertos dos mata-burros, de Chico Leite e de Silvino Corcino. Expôs um pedido dos pacientes que fazem hemodiálise em Patos, que a prefeitura der uma ajuda de justo para o lanche dessas pessoas.

 Disse que entregou ao secretário de Planejamento do Estado Waldson de Souza, o requerimento que pedi as reformas da Escola Estadual Prof. João Noberto e do Ginásio. Apresentou o pedido também aos deputados Ricardo Barbosa e João Gonçalves.  Por fim, falou do Projeto de Resolução, de sua autoria que reduz o recesso parlamentar de 90 dias para 60 dias.

O Vereador Zé Nilton (PR) disse que a gestão está caminhando bem, pois o que foi prometido em campanha foi o melhoramento da saúde, e todos comprovam essa melhoria. Pediu compreensão da oposição, haja vista, que a crise que assola o país, também atinge Santa Terezinha. Relatou que a prefeita vai enxugar a máquina, e com isso, muita coisa vai melhorar no município.

O parlamentar Salomão Cordeiro (PP) teceu duras críticas a gestão, em relação aos balancetes, segundo ele, têm verdadeiros absurdos. Gente recebendo dinheiro, sem assinar o recibo, outros que estão no empenho “recebendo”, 2.500,00 reais, (dois mil e quinhentos reais), mas que na verdade recebeu só 889,00, é um absurdo, e não há justificativa, A prefeita está sem rumo, isso em apenas cinco meses, é lamentável. Vai tomar as medidas judiciais sobre esses balancetes. Narrou que Brasil passa por um momento difícil, do ponto de vista da corrupção, só peço que não seja copiado aqui.

Criticou a retirada do Projeto da Cultura por parte da prefeita, haja vista, que Santa Terezinha é um celeiro cultural. Disse que esse projeto foi derrotado na gestão passada, pelos vereadores Edcarlos, Lidianny e Zé Nilton. Nesse momento teve uma discussão com a Vereadora Lidianny. O clima esquentou aí o Presidente interveio. Felicitou a gestão pela abertura da casa de apoio em João Pessoa, mesmo que de forma tardia, cinco meses depois.

Em relação a denúncia que fez o Vereador Lila, classificou como gravíssima. Pediu agilidade na gestão, pois, há problema de iluminação, mato em toda cidade. Segundo Salomão, não há meios fios pintados na cidade, contudo nos balancetes têm 30.000,00 (trinca mil reais) só de serviços para essa demanda, é demais, a coisa está desgovernada. Por fim teve uma pequena discussão com o líder da prefeita. E, sugeriu um chá de camomila para os vereadores de situação.

O Vereador Menon (PROS) apresentou um requerimento que beneficia os estudantes municipais com o Kit escolar. Outra solicitação junto ao Poder Executivo foi sobre os pontos de internets abertos para as praças Minel Leite e Praça dos Poetas, haja vista, que muitos estudantes frequentam esse ambiente.

Em relação à denúncia de Lila, é muito grave e deve ser investigada. O povo me cobra; iluminação, limpeza do mato, falta de medicamento. A gestão está errando muito. Nos balancetes gente “recebendo” 1.980,00 reais, (mil e novecentos e oitenta reais), mas que na verdade só recebeu 627,00 reais é um absurdo total, e quem vai se prejudicar são esses trabalhadores lá no futuro. Por fim teve uma discussão mais forte com o Vereador Pedro Sopa. Questionou Pedro, se ele de fato tinha coragem de criticar a prefeita. O vereador disse que sim.

O líder da prefeita Edcarlos Soares (DEM) disse que a denúncia do Vereador Lila é grave, mas que só tem uma explicação para tal, um erro nas notas fiscais, mas que vai levar ao conhecimento da prefeita Terezinha de Zé Afonso (PSDB). Vai solicitar uma reunião com o pessoal da finança, a prefeita e o contador da prefeitura, para que não ocorra mais erro, pois é inadmissível.

Respondeu os vereadores da oposição sobre as reclamações de iluminação, limpeza, mata-burro, disse que está sendo feito. Ainda mencionou que a saúde em nível de Brasil é triste, mas que Santa Terezinha está camarinhando bem.

Por fim teve uma discussão com o Vereador Salomão em relação aos balancetes, pois fez um comparativo com a gestão anterior. Apresentou um requerimento de sua autoria pedindo uma audiência pública com o Comandante Douglas Ferreira do 3° Batalhão de Patos.

A Vereadora Célia Nicacio (PSB) não fez o uso da tribuna, mas fez pequenas participações nas falas dos seus colegas. Destacou que o dever do vereador é fiscalizar sim os balancetes, independentemente de ser ele da situação ou oposição.

 


Publicidade
Publicidade

Comentários

O utilizador reconhece e aceita que o PATOSONLINE.COM, apesar de atento ao conteúdo editorial deste espaço, não exerce nem pode exercer controle sobre todas as mensagens. O PATOSONLINE não se responsabiliza pelo conteúdo de mensagens publicadas no mural ou comentários de postagens.