comentários  

17 de junho de 2017, 08:03

Índio Ferreira trata confronto contra o Juazeirense-BA como “jogo de vida ou morte” para o Sousa


Este domingo (18) será de decisão para o Sousa. Contra o Juazeirense-BA, o Dinossauro vai jogar seu futuro na Série D do Campeonato Brasileiro. O time baiano é o líder, com oito pontos, enquanto o Esmeraldino sertanejo tem três a menos.

Durante a preparação da equipe, o treinador Índio Ferreira fez questão de passar essa mensagem aos seus jogadores, já que em caso de derrota, o time ficará com poucas chances de avançar no Grupo A-7 da quarta divisão nacional.

– É um jogo chave. Esse jogo define nossas pretensões. Em caos de vitória, vamos em busca da classificação. Se perdermos, nossas chances ficam bem remotas. O mais importante é a gente estar focado. Nossa maneira de jogar tem que ser totalmente diferente dos dois jogos contra o Coruripe-AL. A postura que temos que ter em casa é sempre de quem quer vencer. Será um jogo difícil, e que só a vitória nos interessa – disse.

Depois de dois tropeços diante do Coruripe-AL, a cobrança foi intensa no Marizão. Com uma classificação quase certa antes dos confrontos contra o até então lanterna, agora o Dino vê um grupo embolado. Apesar de estar na segunda colocação, com 5 pontos, tem apenas um a mais que o próprio time alagoano e o Central-PE, último colocado.

Índio admitiu a pressão dentro do alviverde sertanejo, mas não vê nada de errado nessa questão.

– A cobrança é natural. A do torcedor é normal. A da diretoria pelos resultados para o treinador, e a do treinador com os atletas. A gente sabe quanto os atletas podem render. Nosso sistema ofensivo é o que mais peca dentro da competição. Quando passamos do meio para frente temos uma deficiência grande. No último passe e principalmente nas finalizações. Mas essa cobrança é interna – explicou.

Mais uma vez se referindo a importância da partida, Índio disse que é hora de seus comandados mostrarem seu valor. Para o comandante do Dino, eles tem que assumir a responsabilidade de que precisam de um bom resultado e desempenhar um bom papel dentro de campo no domingo.

– Temos um grupo bom, qualificado. Temos jogadores com bagagem, experientes. Eles tem que assumir a responsabilidade para eles. Temos que ter tranquilidade, não ir na euforia do torcedor, para que a gente saia com um bom resultado – finalizou.

 

Voz da Torcida

 

 


Publicidade
Publicidade

Comentários

O utilizador reconhece e aceita que o PATOSONLINE.COM, apesar de atento ao conteúdo editorial deste espaço, não exerce nem pode exercer controle sobre todas as mensagens. O PATOSONLINE não se responsabiliza pelo conteúdo de mensagens publicadas no mural ou comentários de postagens.