comentários  

08 de outubro de 2017, 07:05

SÉRIE C: Com pênaltis e muita emoção, Fortaleza e CSA disputam título inédito


A taça de campeão do Campeonato Brasileiro da Série C ficará no Nordeste. Em busca de seus primeiros títulos nacionais, CSA e Fortaleza disputarão a grande decisão da terceira divisão nacional, após eliminarem São Bento e Sampaio Corrêa, respectivamente, na noite deste sábado. Os quatro já garantiram acesso à Série B de 2018.

Por ter melhor campanha na somatória das fases anteriores, o time alagoano tem a vantagem de fazer o segundo jogo da final em casa. A CBF ainda não confirmou datas e horários, mas a tendência é que as finais aconteçam nos próximos dois finais de semanas. O primeiro jogo será na Arena Castelão, em Fortaleza, e o segundo no estádio Rei Pelé, em Maceió.

VAGA DRAMÁTICA
A classificação do CSA foi mais dramática por ter sido definida apenas nos pênaltis. Após vencer em Sorocaba, por 1 a 0, o Azulão acabou derrotado pelos paulistas, por 1 a 0, no Rei Pelé, em Maceió. O meia Everaldo marcou, de pênalti, o único gol da partida no tempo normal.

Nas cobranças dos pênaltis, os heróis do Bentão viraram vilões. O meia Branquinho, que entrou bem e mudou o jogo, e o autor do gol Everaldo desperdiçaram suas cobranças. O primeiro chutou para fora e o segundo nas mãos do goleiro Pedro Mota. Dahwan também perdeu penalidade para o CSA – defendido pelo goleiro Rodrigo Viana -, acabou aliviado pela eficiência dos companheiros.

Maior campeão alagoano com 37 taças, sendo a última apenas em 2008 – sete a mais que o rival CRB -, o CSA buscará seu primeiro título em âmbito nacional. Até o momento, o clube possui três vices da Série B (1980, 1982 e 1983) e um da Série D, no ano passado quando foi derrotado pelo Volta Redonda-RJ na final. Em 1999, os alagoanos fizeram história ao chegar na final da Copa Conmebol, precursora da atual Sul-Americana. No fim perderam para o Talleres-ARG.

TRICOLOR DE AÇO
A primeira semifinal não foi tão dramática, mas também não contou com um passeio do Fortaleza. Após vencer o Sampaio Corrêa por 1 a 0, em casa, o Tricolor chegou a abriu 1 a 0 no estádio Castelão, em São Luís, com gol de Bruno Melo.

O time maranhense chegou a virar com Marlon e Maracás e, com um 3 a 1, avançaria. No final, Bruno Melo fez de pênalti e o placar de 2 a 2 garantiu vaga aos cearenses.

Assim como o rival da final CSA, o Fortaleza também não possui um título de nível nacional. Segundo maior campeão cearense com 41 taças – o Ceará é o maior com 44 -, o Leão do Pici já foi vice da primeira divisão em 1960 e 1968, quando o torneio se chamava Taça Brasil ainda. Além disso, foi vice da Série B em 2002 e 2004. 

 

Por Agência Futebol Interior 

 

 


Publicidade
Publicidade

Comentários

O utilizador reconhece e aceita que o PATOSONLINE.COM, apesar de atento ao conteúdo editorial deste espaço, não exerce nem pode exercer controle sobre todas as mensagens. O PATOSONLINE não se responsabiliza pelo conteúdo de mensagens publicadas no mural ou comentários de postagens.