comentários  

13 de outubro de 2017, 09:33

Enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem se reúnem em Patos com COREN-PB para debater liminar


Vestidos de preto, profissionais de enfermagem, entre enfermeiros, técnicos e auxiliares, estiveram reunidos na noite desta quarta-feira, 11, juntamente com o Conselho Regional de Enfermagem da Paraíba (COREN-PB) na Câmara Municipal de Patos para debater sobre a liminar que restringe a atenção primária a esses profissionais.

O evento que recebeu a denominação "Não aprendi a fazer saúde de mãos atadas" contou com a presença dos profissionais de Patos e Região e da vereadora patoense, Nadir Rodrigues (Patos) e Fabrízia Lima (Condado), Luíza Sátiro (São Mamede), todas enfermeiras.

O presidente do COREN-PB, Ronaldo Beserra, explicou que com o processo movido pelo Conselho Federal de Medicina restringindo as atividades da enfermagem, ocorre um cerceamento da comunidade carente aos serviços da atenção primária do Sistema Único de Saúde (SUS) onde outros profissionais atuam a exemplo de médicos, dentistas, Agentes Comunitários de Saúde, e outras categorias.

“O que o CFM está fazendo é cercear o direito do usuário do SUS que não tem a mínima condição de ter um plano de saúde como essa profissão que está nos atacando tem e, é um sofrimento. É um caos que está estabelecido no Brasil”, disse.

 Ronaldo disse está esperançoso para que essa situação seja revertida, uma vez que o Ministério da Saúde já se reuniu com o Conselho Federal de Enfermagem que já pediu ao juiz a reconsideração da liminar. “Juntos, vai ser feita uma reconsideração da União para esse juiz e eu tenho certeza que em alguns dias essa liminar vai cair e a comunidade carente, o cidadão que está na ponta e não tem condições de pagar um plano de saúde, ele vai voltar a ter assistência de enfermagem com qualidade, respeitosa e garantida na lei”, comentou.

 Fabrízia Lima, Enfermeira e vereadora de Condado, explicou que com essa liminar, a enfermagem fica de luto, pois, restringe o atendimento quando se refere à atenção básica. Ela falou do intuito do encontro desta quarta.

 “A gente se reuniu com o intuito de fazer um debate, tirar as dúvidas dos profissionais ao que pode e o que não pode, o que a liminar permite ou proíbe e debater dentro de uma forma como uma Audiência Pública para que todos nós, representantes do povo, e enfermeiros, técnico e auxiliares aqui presentes, possam mostrar a indignação que nós como categoria estamos com relação a essa liminar. A enfermagem está de luto”, disse.

De mãos atadas, a enfermeira e vereadora patoense, Nadir Rodrigues, usou a tribuna e explicou que com a decisão, os serviços de saúde têm grandes prejuízos, bem como destacou o comprometimento da campanha Outubro Rosa, tendo em vista que 

“Essa liminar será responsável por uma assistência desqualificada nesse mês de Outubro Rosa. Não é porque os médicos não prestam excelente assistência, é porque irá sobrecarregar os médicos e eu tenho certeza que eles não darão resposta que eles querem dá que nenhum profissional quer dá. Com isso a enfermagem estará de mãos atadas, como eu bem mostrei, e no mês onde a gente sabe da importância que tem essa luta em prol da mulher, essa luta de prevenção e promoção da saúde e principalmente de diagnóstico precoce e rastreamento para o câncer de mama, a enfermagem não vai poder fazer muito”, lamentou.

O juiz da 20ª Vara da Justiça Federal de Brasília, Renato Borelli, concedeu liminar que proíbe enfermeiros de revalidar receitas médicas e de requisitar consultas e exames. A decisão deve afetar de forma significativa o atendimento no Sistema Único de Saúde (SUS) já que o Ministério da Saúde autoriza que enfermeiros da atenção básica realizem essas tarefas, sobretudo nas equipes do Programa da Saúde da Família.

 

Acilene Candeia/patosverdade


Publicidade
Publicidade

Comentários

O utilizador reconhece e aceita que o PATOSONLINE.COM, apesar de atento ao conteúdo editorial deste espaço, não exerce nem pode exercer controle sobre todas as mensagens. O PATOSONLINE não se responsabiliza pelo conteúdo de mensagens publicadas no mural ou comentários de postagens.