comentários  

29 de outubro de 2017, 17:53

Câmara concede Título de Cidadão Santaterezinhense ao Governador Ricardo Coutinho


Em sessão ordinária realizada na tarde dessa sexta-feira (27), na Casa Geraldo Luiz Camboim. O Presidente Francisco Bezerra (PSB) abriu os trabalhos, às 16h15. Ele apresentou votos de pesar pelas famílias de Lourdes Ferreira, Rita de Totô e Antônio Justino. Todos os vereadores compareceram à sessão. 

O primeiro a usar à tribuna foi o vereador Salomão Cordeiro (PP), que se acostou aos votos de pesar do presidente. Disse que recebeu uma reclamação sobre o péssimo estado dos ônibus, em relação à sujeira, falou que era constrangedor para os alunos essa situação, e também destacou que os pneus estão lisos. Pediu providências à gestão, pois estamos falando de muitas vidas que usam os ônibus.

Reivindicou o pagamento da insalubridade de dois motoristas, pois o projeto foi feito para contemplar todos. Visitou a farmácia básica e, verificou que não estão cumprindo à lei, em relação ao controle de medicamento que são distribuídos e, os que faltam. Caso não haja a funcionalidade da lei, irá tomar as providências. Cobrou a retomada da obra do Mercado de Artesanato, pois o dinheiro está na Caixa Econômica.

Por fim lamentou, que à gestão já gastou mais de 15 mil reais no trator velho e continua de “boca aberta” sem funcionar. Disse que a prefeitura tem que adotar prioridades nesse momento de crise.    

O vereador Pedro Sopa (PSDB) agradeceu a Deus por mais uma sessão. Lamentou a morte do senhor Antônio Justino. Disse que o parlamentar é a voz do povo, e por isso, deve ficar ao lado do povo. Afirmou que fizeram um levantamento dos mata-burros entre fazer novos e consertar os velhos são 33, até agora foi feito um novo e dois reformados. Não foi feito o restante porque faltam recursos. Por fim apresentou um requerimento que pede reforma da Secretaria de Saúde do Município.

O presidente Francisco Bezerra (PSB) disse que o mandato dele pertence ao povo. Cobrou o término das estradas vicinais e também os consertos dos mata-burros, das Queimadas, Urtigas e Riacho do cipó. Pediu explicação sobre uma bomba que foi retirada da Rua José Simões.

Solicitou uma equiparação aos salários do pessoal do SAMU, pois antes o Órgão recebia 13 mil reais de custeio mensal, agora são 21 mil, contudo, os salários dos funcionários estão congelados. Reclamou da escuridão no centro da cidade e, que  não tem conhecimento se essa gestão sequer colocou uma lâmpada,  na zona rural, mas o pessoal tem direito, porque pagam a taxa de iluminação publica, nada justifica, pois a prefeitura arrecada  mais de 15 mil reais  mensal por esse serviço. Estranhou que falte dinheiro para lâmpadas, mas, a prefeita paga sete mil reais por  um aluguel do carro, que ela usa.

 Repudiou atitude do Secretário de saúde do Município, que não compareceu a solicitação da Câmara e, muito menos justificou, é preciso respeitar essa Casa. Lamentou também que a prefeitura atrasou parte do Duodécimo da Câmara e, o pior, que não teve a hombridade de ligar para ninguém do Poder Legislativo. Afirmou que o tratamento entre os Poderes não deve ser esse.

 Foram aprovados projetos de lei da autoria do vereador. Que trata da política de Controle Populacional de animais domésticos abandonados nas ruas, o projeto prever a castração e tratamento dos cães e gatos acometidos por alguma doença. O outro projeto denomina nome de Rua: José Alves de Medeiros (Galego da Ambulância), ex-vereador, que prestou relevantes serviços ao povo de Santa Terezinha.  Apresentou um requerimento onde solicita da gestão a recuperação das praças da cidade; Praça dos Poetas, Praça José Mineo e a Academia de saúde.

Por fim expôs o projeto de lei subscritos por todos os vereadores, que concede Título de Cidadão Santaterezinhense ao Governador Ricardo Coutinho, pelos relevantes  serviços prestados ao Município, como por exemplo: Adutora, 40 casas, SAMU, cinco ônibus, uma ambulância,  uma viatura da polícia e Escola Pedro Soares, entre outras.

O parlamentar Zé Nilton (PR), se acostou aos votos de pesar. Disse apesar da crise, a prefeitura fez mais 40 pequenas cirurgias e vários exames de ultrassonografia. Parabenizou o deputado Wellington Roberto, pela coragem de votar contra Temer, e afirmou que o deputado liberou 100 mil reais para o município destinado para área de saúde.

O vereador Menon Ayres (PROS) denunciou que a gestão está negando carro ao povo, pois, a ordem agora é carro só para urgência. Disse que estão fazendo fuxico na cidade, dizendo que ele e Salomão proibiram o pessoal pegar carona nos carro da prefeitura, afirmou que é mentira essa conversa. Criticou os gastos com o trator velho, e ainda está de “boca aberta”. A caçamba está sem pneus, aí alguns querem transferir a responsabilidade para os vereadores.

Lamentou que até braços de poste de energia os munícipes tenham que comprar. Muita coisa errada na gestão, e não aceita crítica. Relatou um caso que uma senhora faz seis meses, que busca um risco cirúrgico e ainda não obteve, o pior é a falta de respeito com o povo. Se não for resolver diga, mas não fiquem enganando as pessoas. Salomão pediu uma parte, e quanto falava, a vereadora Lidianny, tomou as dores da gestão e, alterou a voz, mesmo sem está com a palavra, foi chamada atenção pelo presidente, Salomão, disse que, ela não tinha respeito ao regimento.

Por fim disse que a crise é grande, no entanto, a prefeita recebeu 16 mil reais de diárias em seis meses, mas falta dinheiro para pagar alguns funcionários.

 O vereador Edcarlos Soares (DEM) agradeceu ao senador Raimundo Lira (PMDB) que destinou uma emenda parlamentar de 150 mil reais para a compra de um veículo e a compra de um gabinete odontológico para o Posto de Saúde da Família (PSF II). Informou ainda, que o gabinete odontológico atual será levado para o Assentamento Dom Expedito. Ele comunicou que a prefeita pediu ao deputado federal Benjamin Maranhão (SD) uma patrulha mecânica.

Solicitou ao INCRA-PB através de requerimento, recursos financeiros para a construção de casas no Assentamento Aroeiras. De acordo com o legislador, há quatro anos 20 famílias vivem em péssimas condições de moradia.

Apresentou um projeto de lei que homenageia com o Título de Cidadão Santerezinhense, o governador Ricardo Coutinho (PSB), de forma democrática sugeriu que a ideia fosse assinada por todos os pares.

Célia, Lila e Lidianny não usaram à tribuna. Os requerimentos foram aprovados. Próxima sessão dia 10 de novembro.

 

Texto de Jordan Bezerra 

Fotos / Josley Oliveira 

Fotos e vídeos da postagem



Publicidade
Publicidade

Comentários

O utilizador reconhece e aceita que o PATOSONLINE.COM, apesar de atento ao conteúdo editorial deste espaço, não exerce nem pode exercer controle sobre todas as mensagens. O PATOSONLINE não se responsabiliza pelo conteúdo de mensagens publicadas no mural ou comentários de postagens.