comentários  

11 de julho de 2018, 13:46

Diretor clínico esclarece morte de criança suspeita de H1N1 ocorrida no Hospital Infantil, em Patos


O médico Dr. Eulâmpio Dantas Segundo, diretor clínico do Hospital Infantil Noaldo Leite, em Patos, se posicionou sobre a morte da pequena Vitória Júlia Bidu Caetano, de 7 anos, que veio a óbito na última quinta-feira, dia 05, no referido hospital após dar entrada com graves problemas respiratórios.

A garotinha residia com sua família no Sítio Oitis, Município de Diamante (PB), e deu entrada no Hospital Infantil às 14h30 da mesma quinta-feira, mas às 16h10 teve uma parada cardiorrespiratória e veio a óbito.

De acordo com Dr. Eulâmpio, a paciente veio da região com sérios problemas respiratórios em uma ambulância do tipo UTI do Município de Itaporanga (PB). A equipe do hospital infantil realizou todos os procedimentos, tais como intubação orotraqueal, medicação necessária, mas alguns minutos depois houve a morte.

A causa mortis, de acordo com o médico, foi pneumonia bilateral que levou a uma insuficiência respiratória aguda, porém, por questões protocolares, foi encaminhado amostras para o Laboratório Central de Saúde Pública da Paraíba (LACEN-PB) para confirmação ou não da causa do óbito.

Houve grande comoção na cidade natal da pequena Vitória Júlia e a imprensa chegou a noticiar a morte como sendo por gripe H1N1, no entanto, não houve confirmação oficial.

 

 

Jozivan Antero – Patosonline.com

 

 


Publicidade
Publicidade

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Patos Online suspende a publicação de comentários nas matérias. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto após as eleições de 2018.