comentários  

02 de dezembro de 2018, 23:09

Vai ter golpe contra Bonifácio Rocha, atual prefeito de Patos?


O prefeito interino Bonifácio Rocha (PPS) assumiu a prefeitura de Patos em de 15 de agosto de 2018, devido ao afastamento do prefeito Dinaldinho Wanderley (PSDB) pela justiça. Assumiu também um ‘caminhão’ de problemas, isso é fato. E também é verdade que em pouco mais de 100 dias no governo era impossível ter consertado o desmantelo. Segundo Bonifácio, um rombo de mais de 30 milhões nos cofres públicos. Verdade seja dita: o nome de Bonifácio até hoje é sinônimo de honestidade na cidade de Patos.

Não tenho procuração para defender o prefeito Bonifácio, mas também estou isento para falar do tema, haja vista que meu domicílio eleitoral não pertence a Patos e também não mantenho nenhum vínculo com a Prefeitura e nem com a Câmara de Patos. Portanto o que vou fazer aqui são alguns questionamentos. Quem está por trás do “golpe”? Se houve um golpe, quem será beneficiado? Por que só agora? Depois de mais de 100 de governo? Tem alguma “força oculta” por trás desses acontecimentos?

Entenda o caso

Na quinta-feira, 29 de novembro, às 18h na sessão ordinária da Câmara de vereadores de Patos, o Poder Legislativo recebeu uma denúncia contra o prefeito afastado, Dinaldinho, e o atual prefeito, Bonifácio. Essa acusação foi protocolada pelo advogado Claudinor Lúcio, que solicitou a abertura de um processo de investigação por crimes cometidos pelo Prefeito eleito Dinaldo Filho (Dinaldinho) (PSDB) e o interino Bonifácio Rocha (PPS), até aí tudo normal, pois é uma das prerrogativas de qualquer Câmara pode investigar o Poder Executivo. No entanto, o que causou estranheza na cidade e nos aliados do prefeito Bonifácio é que foi só agora, depois de 100 dias de governo da atual administração que essa revelação veio à tona, por quê?  Todos da cidade de Patos e região sabem que o prefeito não cedeu às pressões da oposição, será então uma represália ao prefeito?

 Outro ponto intrigante, polêmico e denunciado foi o protocolo realizado pelo advogado, Claudinor Lúcio, junto à OAB/Patos, por isso, o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – Subseção de Patos (OAB/Patos), Dr. Paulo Medeiros, concedeu uma entrevista coletiva à imprensa patoense na manhã desta sexta-feira, dia 30, para denunciar possível farsa documental apresentada pelo advogado Claudinor Lúcio.

Dr. Paulo Medeiros disse que prestou queixa no Ministério Público Estadual (MPE), na Delegacia de Polícia Civil, bem como no Conselho de Ética da OAB. O presidente relatou que foi induzido ao erro pelo advogado e também ocorreu uma farsa, pois o documento foi expedito no dia 29 de novembro de 2018, exatamente às 08h58min, na sede da OAB/Patos. Entretanto, foi protocolado na secretaria da Câmara Municipal com a data do dia 28, no caso, houve um fenômeno na cronologia, ou seja, uma ‘metamorfose’ da data e hora do documento.

 Segundo o regimento interno da Casa, o advogado só podia usar a tribuna caso tivesse protocolado o documento dia 28, ou seja, 24h antes da sessão iniciar-se, mas isso não era possível, pois segundo Dr. Paulo, o advogado recebeu o documento às 08h58 do dia 29.

A denúncia foi aceita na Câmara depois de muita confusão como bate-bocas e gritos de ordens da plateia e de alguns vereadores, que entoaram o grito, “não vai ter golpe”. O placar na Câmara foi de 8 a favor e 7 contra. Na manhã do dia 30, foram escolhidos os membros da Comissão Processante da Câmara Municipal de Patos, detalhe todos fazem oposição ao prefeito Bonifácio, qual será o parecer da comissão? Para o líder do prefeito na Câmara, Diogo Medeiros (PSB), “tudo jogo de carta marcada”.

Quem quer derrubar o prefeito? E por quê? Segundo o prefeito Bonifácio Rocha, caso haja a cassação da chapa quem assumiria o Palácio Clovis Sátiro é o presidente da Câmara, Sales Júnior (PRB). No entanto, pelo que conhecemos do presidente Sales, podemos qualificá-lo como um homem de bem e também temente a Deus, certamente não comungará com esse “golpe”. Ou a busca pelo Poder e as ‘forças ocultas’ o fariam mudar sua índole?

Pois bem, nesse dia 30, alguns seguimentos da sociedade patoense e boa parte da população externaram suas opiniões na imprensa e nas redes sociais reprovando a ideia de um possível golpe contra Bonifácio Rocha. Quem viver verá o desfecho dessa novena.

 

Por Jordan Bezerra


Publicidade
Publicidade

Comentários

O utilizador reconhece e aceita que o PATOSONLINE.COM, apesar de atento ao conteúdo editorial deste espaço, não exerce nem pode exercer controle sobre todas as mensagens. O PATOSONLINE não se responsabiliza pelo conteúdo de mensagens publicadas no mural ou comentários de postagens.