comentários  

06 de fevereiro de 2010, 09:31

Osvaldo Medeiros - "Festas"


Alguns promotores de festas de nossa cidade continuam com aquela prática desonesta de vender show com o nome de uma banda de peso, só que a mesma quando vem se apresentar já é manhã do dia seguinte. Enchem o clube, faturam altos e enganam as pessoas, principalmente os jovens com outra banda sem quase expressão, que fica a noite toda enchendo linguiça enquanto a de peso chega depois de ter se apresentado em outra ou outras cidades com dia raiando, quando a maior parte já tem ido embora.

         Alem de não cumprirem com o horário da banda a qual vende o show para as 23hs, ainda atropelam o direito do estudante de comprar o ingresso pela metade do valor. Quando são questionados nas bilheterias por estudantes e pais que não concordam com tais atitudes desonestas, segundo denuncias, os mesmos ainda dizem descaradamente que e é um acordo com o Procon local.

         Alegam também, que o pior de tudo, que ao anunciarem a festa, estipulam o ingresso pelo valor de R$15,00 geral e quando veem que o evento vai bombar, três dias antes passam a cobrar pelo mesmo ingresso R$ 20,00 sem dar a mínima satisfação para ninguém. Se não são fiscalizados pelos órgãos competentes e se a presidência Grêmio Estudantil fica omissa, então vão continuar deitando e rolando.

Para que serve?

         Essa é a pergunta que muitos fazem e que também concordo. Para que serve a carteira de estudante em Patos? Para adquirir uma meia passagem na Expresso Guanabara, o mesmo tem que esperar que sobre das outras cidades, porque de Patos não tem mais nenhuma linha saindo. Nas festas promovidas por grupinhos que tem por traz padrinhos fortes, os direitos dos estudantes são negados. Então, não tem nenhum sentido se pagar para receber um documento que não tem o mínimo valor e respeito por ninguém em nossa cidade. Onde anda os representantes dos estudantes da cidade de Patos. Mas será que tem?

Eufóricos

         Os aliados do grupo Motta, principalmente as lideranças do PMDB local, já estão a todo vapor com a campanha do jovem acadêmico de medicina Hugo Motta, para a Câmara Federal.

         Hugo, logo que teve sua campanha lançada, não vem perdendo tempo. Sempre que convidado concede entrevistas e procura a todo instante mostrar na necessidade que Patos tem de ter um representante na esfera federal. Inclusive, citando que ao longo de todos esses anos, a rainha das Espinharas já perdeu importantes investimentos simplesmente porque não tem lá um filho da terra.

         Como exemplo recente citou a Vara Federal, que foi levada para a cidade de Sousa e o Curso de Medicina que nos tiraram mesmo com o parecer do MEC, para a cidade de Patos. São essas e tantas coisas que a cada ano perdemos porque lá em Brasília não temos uma voz e vivemos e mercê dos outros.

Vota com Hugo

         Alguns aliados do ex-deputado Gilvan Freire (PMDB), atual coordenador da campanha do governador Maranhão, estão convictos de que o mesmo vai apoiar e trabalhar para Hugo Motta em João Pessoa. Comentam porque Gilvan tem demonstrando todo interesse e entusiasmo em torno do nome do jovem candidato. Vamos esperar.

Polêmica

         O médico e vereador patoense Ivanes Lacerda, com suas entrevistas bombásticas, tem tirado o sono de muita gente em nossa cidade. Recentemente ocupou uma emissora local e disse que dois vereadores de nosso Legislativo havia recebidos um carro para votarem no atual presidente Marcos Eduardo. Mesmo sem citar nome, já causou verdadeiro vexame e muita gente anda tentando se explicar de todas as formas para a opinião pública. Finalmente, quem recebeu esses carros?

Construção civil

         Em Patos a construção civil anda de vento em popa. Nos últimos meses o que se vê é construções nos quatro quantos da cidade e as lojas desse gênero, na opinião de muitos, não tem do que reclamar, principalmente do ramo de cimento. Os caminhões não estão dando nem tempo para descarregarem. Se a procura é grande por cimento, maior tem sido por pessoas qualificadas na construção civil. Os poucos bons e honestos que temos continuam sendo bem disputados.

Três

         O Hospital Regional de Cajazeiras abriu inscrição para médicos residentes em pediatria. Das seis vagas oferecidas, só três se inscreveram. Um bom número não acham?

No páreo

         A campanha ainda não começou, mas na cidade de Patos o médico Ivanes Lacerda, Bonifácio Rocha (PSB), José Vieira (Vieirinha-PPS), Gustavo(Chapão) e Hugo Motta(PMDB) já se apresentaram como candidatos a uma cadeira para a Câmara Federal. A disputa ainda não chegou aos palanques, mas está nas ruas a todo vapor.

Missão difícil

         Em Patos tudo bem, porém, nos outros municípios, não em todos, a deputada estadual Francisca Motta(PMDB), que vai para seu 5° mandato, poderá fazer dobradinha nos votos com o seu neto Hugo Motta (federal). Pedir com certeza vai, resta saber se o eleitorado vai atender. Áreas minadas.

Promoções

         O mês de fevereiro sempre foi o mês das promoções. Porém é bom antes de comprar nas tentadoras promoções fazer uma pesquisa antes de quanto era o valor. Esse alerta é porque justamente muitos comerciantes acrescentam o valor nas mercadorias e coloca na exposição com desconto de até 60%, quando na verdade esse desconto já está embutido no valor. Desconto só no nome.

De volta

         Quem já anunciou que estará de volta ao Sertão mos próximos dias é o ex-deputado federal Antônio Clerot. O mesmo pretende reconquistar suas bases no Sertão e mais uma vez voltar a Câmara Federal, onde por sinal desempenhou muito bem seus mandato.

Ivânio

         Enquanto a disputa para as câmaras federal e estadual já estão nas ruas, o vice-prefeito local Ivânio Ramalho (PMDB) tem falado pouco no assunto e se dedicado mais a profissão médica. Está se reservando para o pleito sucessório municipal, onde já declarou ser candidato. Pretende mais uma vez administrar a cidade de Patos, e para isso já elaborou seu programa de governo. Ivânio pensa em voltar à Prefeitura e tem certo o apoio de toda a cúpula do PMDB de Patos, embora ninguém do partido, até o presente, tenha assumiu de público que o apoiará. Mas ainda tem muito chão até a campanha.

Funil

         O prefeito de Santa Luzia, médico Ademir Morais(DEM), não anda nada satisfeito com a política do presidente Lula em relação aos municípios. Alega o mesmo que os prefeitos estão num funil sem saída. Os recursos estão cada vez mais escassos deixando os prefeitos impossibilitados de administrarem. Lula continua fazendo sucesso com seus programas penalizando a classe média e massacrando os prefeitos. Herói quem sobreviver até o final do seu mandato.

Falta no sertão

         Enquanto sobra chuva no sul, falta esse precioso líquido em muitas áreas do sertão. As poucas chuvas que deram até o presente não foram suficientes para pastagem e nem tão pouco para o armazenamento de água. Se continuar assim o bicho vai pegar.         

Malta

         O ex-prefeito de Malta o advogado Antônio Fernandes Neto, mesmo militando no estado do Ceará, não esquece suas raízes e de vez em quando dá uma voltinha, não só por Malta, como também pela cidade de Patos e outras da região. Pretende retornar ao comando maltense e essas viagens vão se intensificar.

Retorna

         Depois de alguns dias de total descanso com seus familiares na Europa, chega nesse domingo a nossa cidade o casal médicos José Vanderlite e Suely Cartaxo Alves.

Desprezo

         O acesso do Posto Carreteiro até a Cruz da Menina não anda nada bom para quem transita por ali no dia-a-dia conduzindo veículos. O asfalto já apresenta falhas e os buracos têm provocado sérios prejuízos aos motoristas. Alias, esse trecho anda totalmente desprezado há bastante tempo. Até os estragos causados pelas fortes chuvas do ano passado ainda continuam do mesmo jeito. Cabe a quem a responsabilidade de recuperar?

Chegou

         Quem já esta em nossa cidade depois de alguns dias na Europa é o vereador José Motta Victor (PMDB). Não deu nenhuma declaração de como ficará seu relacionamento com o prefeito Nabor Wanderley depois que mandou sua esposa entregar a pasta da Ação Social, pelo fato de ter divergido com Nabor por este ter hipotecado apoio a candidatura de Marcos Eduardo mais uma vez para a presidência de nosso Legislativo. Para quem conhece Zé Motta de perto, acha difícil esse voltar atrás de suas decisões. Vamos esperar.

      

  


Publicidade
Publicidade

Comentários

O utilizador reconhece e aceita que o PATOSONLINE.COM, apesar de atento ao conteúdo editorial deste espaço, não exerce nem pode exercer controle sobre todas as mensagens. O PATOSONLINE não se responsabiliza pelo conteúdo de mensagens publicadas no mural ou comentários de postagens.