A redação repassou para o Dr. Umberto Joubert, que é secretário de Saúde do Município de Patos, uma denúncia envolvendo escalas fictícias de alguns enfermeiros e técnicos de enfermagem que estão envolvidos numa trama para receber altos salários todos os meses através de combinação com coordenação de órgãos.

O esquema funciona da seguinte forma: existem, digamos, 10 enfermeiros na escala para determinado plantão, mas, por algum motivo um destes faltou e deve ser substituído por outro. Em comum acordo envolvendo alguns, a coordenação coloca aqueles já combinados para tirar como plantão extra, mas nem sempre estes tiram o serviço, porém, recebem valores altos no final do mês.

A quantia recebida é repassada para os envolvidos no esquema. Existem enfermeiros recebendo há alguns meses, salários bem acima do que recebem a grande maioria dos demais. A média salarial dos enfermeiros está entre 3 e 4 Mil Reais, mas os do esquema vem recebendo entre 9 e até 13 Mil. Da mesma forma alguns técnicos recebem valores desproporcionais.

O determinado coordenador coloca o plantão extra nas contas dos envolvidos e estes dividem o dinheiro entre todos quando recebem, mas o caso está ficando complicado, pois está dando problema para alguns na Receita Federal diante do Imposto de Renda, pois os valores são altos demais e não vai somente para aquela pessoa, mas é dividido para outros.

Um outro fator de preocupação é que existe figuras já bem conhecidas que sempre estão tirando plantões extras e não é feita uma escala para socializar os possíveis plantões extras com outros profissionais da enfermagem.

Todas as informações já estão em mãos do Dr. Umberto Joubert para averiguar, mas não foi descartada a possibilidade do caso também ser levado ao Ministério Público Estadual. Ao Dr. Joubert também foram dados nomes!

Jozivan Antero – Patosonline.com