O prefeito interino de Patos, Dr. Ivanes Lacerda, vem adotando uma postura rígida na tentativa de corrigir algumas falhas identificadas na gestão municipal, sobretudo na área da saúde.

Para isso, o gestor esta quase que diariamente visitando as unidades básicas de saúde e também outros equipamentos do município, a exemplo da UPA 24h, onde o mesmo constatou a falta de alguns servidores que deveriam estar de plantão no último domingo, dia 8.

Diante da situação, Ivanes teria determinado o corte do ponto desses servidores. O fato foi divulgado na imprensa, porém o prefeito não citou os nomes.

O sigilo adotado pelo Ivanes despertou o questionamento de alguns membros da imprensa local, que chegaram a cobrar os nomes dos servidores que não compareceram a UPA no último domingo.

Indagado sobre sua atitude, ele foi enfático em dizer que jamais cometeria um ato de irresponsabilidade com a divulgação dos nomes, pois esses profissionais tem o direito pleno de se justificar pelo ocorrido.

Portanto, considerou que agir dessa forma causaria um constrangimento aos familiares e ainda seria um julgamento prévio de alguém que sequer teve o direito de justificar a falta.

Ouça mais detalhes na entrevista que segue.

Matéria por Patosonline.com