Saúde Locais, Saúde

Paciente reclama de falta de medicação psicotrópica na Farmácia Básica do Município; Secretaria de Saúde emite nota

A situação tem gerado preocupação e angústia para pacientes e suas famílias, que dependem desses serviços para cuidar de sua saúde mental.

18/03/2024 às 20h30
Por: PATOS ONLINE Fonte: Por Patosonline.com
Compartilhe:

Moradores da cidade de Patos, no Sertão paraibano, estão enfrentando dificuldades significativas devido à falta de medicamentos psicotrópicos na Farmácia Básica do Município. A situação tem gerado preocupação e angústia para pacientes e suas famílias, que dependem desses serviços para cuidar de sua saúde mental.

Continua após a publicidade

Uma paciente, que preferiu não se identificar, procurou o Patosonline.com no último sábado (16) e relatou que a farmácia básica estaria sem medicamentos como Sertralina, Carbonato de Lítio, Clonazepam e Mirtazapina desde o ano passado. Esses medicamentos são essenciais para o tratamento de transtornos mentais, como depressão e ansiedade, e sua falta tem impactado negativamente a vida de muitos usuários do serviço.

Além disso, ela relatou a interrupção no atendimento do CAPS Adulto, deixando pacientes sem suporte adequado e acompanhamento profissional. Relatos indicam que o serviço não está funcionando conforme necessário, e os pacientes têm dificuldade em obter assistência quando precisam.

"Estou aqui informando que desde o ano passado a farmácia básica daqui de Patos está sem medicação para pacientes como eu, que necessita de remédios controlados. E eu entro também em contato com o CAPS Adulto desde agosto do ano passado e eles não me atendem, e quando vou lá tem um aviso que não está funcionando, sendo que minha prima na qual frequenta o mesmo consegue a base de humilhação. Desde os 13 anos sou acompanhada no CAPS Infantil, depois que passei para o adulto, eles não me tratam mais. Minha avó doente já não toma os antidepressivos dela tem dois meses e só vem piorando, meus remédios são caros e tarjas pretas e não tenho um emprego, pois é difícil conseguir um aqui na cidade. A falta de medicamentos na farmácia básica está desde ano passado, última vez que recebemos foi em dezembro. Sertralina, carbonato de lítio, clonazepam e mirtazapina são alguns deles", disse a paciente.

O fato, inclusive, foi levado à Câmara Municipal pelo vereador Zé Gonçalves (PT), na sessão ordinária da última quinta-feira (14). Ele apresentou um Requerimento na Casa Juvenal Lúcio de Sousa solicitando explicações da Secretaria de Saúde para a deficiência no atendimento.

O que diz a Secretaria de Saúde?

Sobre o assunto, o Patosonline.com entrou em contato com a assessoria de comunicação da Secretaria Municipal de Saúde, que enviou a seguinte nota:

"Após contatar a coordenação das farmácias básicas, foi esclarecido que o medicamento Clonazepam nunca esteve em falta e sempre esteve disponível. No entanto, a Sertralina esgotou na última sexta-feira, embora estivesse sendo regularmente fornecida. Já foi solicitada uma nova remessa, que está sendo providenciada. Em relação ao carbonato de lítio, houve uma recente reposição na semana passada, sendo entregue na terça-feira. Quanto à Mirtazapina, ela não está disponível devido ao fato de não fazer parte da lista de medicamentos básicos fornecidos pela farmácia. Em resumo, tanto o carbonato de lítio quanto o Clonazepam estão disponíveis normalmente, enquanto aguardamos a chegada de uma nova remessa de Sertralina.

Por Patosonline.com