Domingo, 14 de Julho de 2024
Dr. Jeann Santiago
Onco Patos
Dra Felianne
UNIFIP
Esportes Prisão

Lênin Correia, ex-presidente do Campinense, é condenado a 2 anos e meio de prisão

Cartola foi declarado culpado pelos crimes de calúnia, difamação e injúria; por ser réu primário, a pena, que é inferior a quatro anos, será cumprida em regime aberto

17/06/2024 às 13h55
Por: Felipe Vilar Fonte: ge PB
Compartilhe:
Lênin Correia, ex-presidente do Campinense — Foto: Reprodução / TV Cabo Branco
Lênin Correia, ex-presidente do Campinense — Foto: Reprodução / TV Cabo Branco

O ex-presidente do CampinenseLênin Correia, foi condenado a uma pena de 2 anos e 6 meses de prisão pelos crimes de calúnia, difamação e injúria contra Mércio Franklin, sócio patrimonial da Raposa. A decisão parte do juiz Brâncio Barreto Suassuna, da 3ª Vara Cível de Campina Grande. O empresário ainda pode recorrer da sentença em liberdade.

Continua após a publicidade

O atrito entre Lênin Correia e Mércio Franklin começou no dia em que o ex-presidente do Campinense registrou a sua chapa para concorrer às eleições no clube. Durante o registro, que aconteceu no Renatão, os dois travaram uma discussão verbal. Na ocasião, Mércio era um dos membros da comissão eleitoral.

A confusão foi gravada por Mércio, que usou o registro como prova no processo que abriu contra Lênin. De acordo com a própria sentença despachada pelo juiz Brâncio Barreto Suassuna, o então candidato teria chamado o membro da comissão eleitoral de "vagabundo" e "despreparado", além de acusá-lo de "querer ganhar a eleição no roubo".

Na sequência, o atrito ganhou novos episódios. Após Lênin convocar uma coletiva e acusar a comissão eleitoral de ser uma quadrilha formada para eleger Rômulo Leal, seu principal oponente nas eleições, Mércio Franklin decidiu renunciar ao cargo que ocupava na comissão.

Continua após a publicidade
Dr Umberto

Pedido de afastamento e renúncia de Lênin

No dia 23 de abril, Mércio Franklin protocolou ao Conselho Deliberativo do Campinense um pedido de afastamento de Lênin Correia. O documento continha mais de 20 páginas, sendo cinco delas dedicadas a expor supostas infrações cometidas pelo então presidente da Raposa.

O pedido, no entanto, não chegou a ser apreciado. Acontece que, no dia 17 de abril, Lênin publicou uma carta de renúncia, entregando o cargo de presidente do Campinense nas mãos do seu vice, Flávio Torreão. A renúncia de Lênin e a posse de Torreão foram acatadas por meio de uma medida judicial.

Entenda a sentença imposta a Lênin Correia

Após a apreciação da quaixa-crime, feita por Mércio Franklin em 19 de março, o juiz Brâncio Barreto Suassuna julgou procedente a pretensão punitiva contra Lênin Correia, por ferir os artigos 138, 139 e 140 do Código Penal. Ao todo, a sentença foi de 2 anos e 6 meses, distribuídos da seguinte forma:

  • Pelo crime de calúnia (art. 138): detenção de 1 ano e 6 meses, além do pagamento de 30 dias-multa, que corresponde ao valor de um salário mínimo na época em que o fato aconteceu;
  • Pelo crime de difamação (art. 139): detenção de 9 meses, além do pagamento de 30 dias-multa;
  • Pelo crime de injúria (art. 140): detenção de 3 meses.

Por ser réu primário, e pela pena ser inferior a 4 anos, a pena de Lênin Correia será cumprida em regime aberto. A reportagem do ge tentou contato com o ex-presidente do Campinense, mas, até o fechamento desta matéria, não obteve retorno.

Fonte: ge PB

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Patos, PB Atualizado às 03h04 - Fonte: ClimaTempo
20°
Parcialmente nublado

Mín. 19° Máx. 32°

Seg 33°C 19°C
Ter 33°C 19°C
Qua 33°C 20°C
Qui 33°C 20°C
Sex 33°C 19°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
RR Madeiras